Venezuela
Juan Guaidó deveria ser preso por colaborar com um país estrangeiro na empreitada de um golpe de estado na Venezuela. Sua prisão representaria o fim o golpe de estado em marcha
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Venezuela's self-proclaimed interim president Juan Guaido, Colombia's President Ivan Duque and Vice President Mike Pence, pose for a photo after a meeting of the Lima Group concerning Venezuela at the Foreign Ministry in Bogota, Colombia, Monday, Feb. 25, 2019. Pence's appearance before the Lima Group comes two days after a U.S.-backed effort to deliver humanitarian across the border from Colombia ended in violence. (AP Photo/Martin Mejia)
Guaidó com Iván Duque e Mike Pence, vice presidente dos Estados Unidos |

Juan Guaidó é um agente do imperialismo internacional infiltrado na Venezuela para planejar e executar um golpe de estado nesse país. Vemos como a mídia internacional trata o caso sempre dizendo que Guaidó é o presidente real da Venezuela, mesmo sem ele ter ganho nenhuma eleição para isso e sem ter apoio nenhum da população, em especial da classe trabalhadora, que sempre apoiou os governos chavistas e realizou uma verdadeira revolução no começo do século, quando outros agentes do imperialismo conseguiram depor Hugo Chavez por algumas horas.

Sendo assim, a atitude mais justa que o país caribenho poderia fazer é prende-lo por traição à pátria, visto que Guaidó conspira com outros países para dar um golpe de estado na Venezuela e reverter os ganhos dos últimos anos, como a nacionalização do petróleo e a política em contradição com o imperialismo.

Pior, todos os problemas que o país tem enfrentado por conta dos embargos criminosos do imperialismo, em especial o imperialismo norte-americano, tem como um de seus principais articuladores, entusiastas e apoiadores o próprio Juan Guaidó, ou seja, quando a mídia burguesa internacional fala da falta de remédios, de alimentos e outros produtos na Venezuela, a culpa é de Guaidó em conjunto com o imperialismo, não de Maduro.

Juan Guaidó é apoiado e considerado presidente por todos os países imperialistas e pelos países que, assim como o Brasil, sofreram golpes de estado pró-imperialistas. É o caso do governo fascista que derrubou Evo Morales na Bolívia, do governo Iván Duque na Colômbia e do governo Bolsonaro no Brasil.

O imperialismo tenta inverter a ordem lógica das coisas dizendo que na Venezuela se vive uma ditadura, enquanto esconde que na realidade as ditaduras acontecem nos países que os apoiam, como na Arábia Saudita, na Colômbia, no Chile e no Brasil após o golpe de estado, além dos próprios países imperialistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas