Estimativa é do governo
Números subestimam a realidade devido à falta de testes em algumas regiões do país.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
caminhões com corpos Itália
Caminhões do Exército transportam corpos em Bergamo, Itália. |

Da redação – Angelo Borelli, o chefe da Defesa Civil da Itália, declarou que o número oficial de casos da Covid-19 em seu país pode ter sido muito subestimado. Segundo a própria Defesa Civil italiana, haveria 63.927, mas esse número estaria 10 vezes abaixo da realidade. Ou seja, o número real poderia ser de 630 mil casos na Itália.

Segundo Borelli, isso se dá devido à diferença na política da aplicação de testes das diferentes regiões do país. A região de Vêneto faz segundo o modelo sul-coreano e aplica testes em massa, tendo um índice de 1.246 pessoas examinadas a cada 100 mil. Enquanto a Lombardia, região mais afetada, testa apenas pessoas com um quadro sintomático forte e que necessitam de internação, apresentando um índice de 728 exames a cada 100 mil habitantes.

Como o sistema de saúde da Itália não é centralizado, há essa grande discrepância nos número de exames por regiões. Isso faz com que o número de casos divulgados para o país todo não seja confiável. Isso sem contar pessoas que faleceram em casa com suspeita de Covid-19 e que não tiveram a chance de serem examinadas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas