Extrema-direita avança
Extrema-direita avança na Itália após aprovação de novo estatuto
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
33932151730_093428717c_k
Matteo Salvini, líder da Liga. Foto: © European Union 2017 - European Parliament |

Da redação – No último sábado (21), o partido italiano Liga Norte – de características abertamente fascistas – aprovou em um congresso extraordinário realizado em Milão, um novo estatuto. De agora em diante, os tentáculos da extrema-direita terão um alcance ainda maior, pois a legenda poderá operar em nível nacional e terá flexibilidade para concorrer em eleições de âmbitos diversos.

Através desse congresso extraordinário, a Liga Norte modificou o estatuto da legenda fundada em 1991 por Umberto Bossi e cuja última atualização ocorrera recentemente, em 2015. Nesse sentido, como explicitou Roberto Calderoli, senador da Liga Norte, a legenda passará a ser “nacional”. “Sei que algumas pessoas têm nostalgia da Liga Norte. Mas, se quisermos mudar as coisas, temos que conquistar os votos das regiões centro e sul do país também”, disse. “Somos e continuaremos sendo um partido popular, que está ao lado do povo, motivo pelo qual tantas pessoas votam na Liga. Mas o estatuto atual não responde mais às exigências do movimento”, complementou.

O evento, porém, não poderia deixar de contar com a presença de um dos epígonos de Benito Mussolini. Matteo Salvini, líder da Liga Norte, em discurso no Hotel Da Vinci, disse: “hoje é o início de um percurso belíssimo. É o batismo de um movimento que tem a ambição de relançar a Itália no mundo.”

Salvini, por conseguinte, foi contemplado com uma nítida campanha e apoio por parte de Calderoli, o qual complementou o discurso: “temos a necessidade de sermos duas pessoas jurídicas diversas, ou seja, teremos a Liga Norte e a Liga Salvini Premier”.

Ademais, dentre as principais mudanças no estatuto, está a possibilidade do uso do símbolo da Liga (o guerreiro Alberto da Giussano) para outros movimentos políticos. Em suma, podemos concluir que a legenda “Liga Salvini Premier” terá o direito de usar o símbolo antigo da Liga Norte em pleitos como as eleições europeias.

Em meio à festividade da extrema-direita no Hotel Da Vinci, todavia, o movimento dos “Sardinhas” organizou um protesto que reuniu cerca de 60 manifestantes carregando faixas e cartazes contra a extrema-direita. Esse movimento vem realizando atos com dezenas de milhares de pessoas nas últimas semanas em todo o território nacional. Esse fato, portanto, denuncia o caráter antipopular da Liga Norte e expõe o confronto crescente entre a extrema-direita capitaneada por Salvini e as massas populares. Nesse sentido, por mais que a extrema-direita continue avançando e se desenvolvendo, há, notoriamente, um crescente movimento espontâneo antifascista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas