Genocídio contra os palestinos
Um jovem de 27 anos foi arrancado de seu carro e assassinado com 7 tiros após ter discutido com guarda em Israel. O assassinato se deu em frente da mãe da vítima
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
20200513072734
Foto: Palestine News Network |

Da redação – No dia 14 de maio, três guardas assassinaram um jovem de 27 anos na frente de sua mãe em um hospital em Tel Aviv, em Israel. O assassinato se deu após uma briga verbal entre o jovem e os três guardas do hospital, que o chamaram de cachorro e perguntaram onde estava sua focinheira.

Após a resposta do rapaz, que respondeu em tom de provocação, o rapaz entrou em seu veículo para ir embora, sendo retirado à força de lá de dentro pelos guardas e assassinado com 7 tiros, enquanto sua mãe assistia tudo.

A polícia local disse que o rapaz havia partido para cima dos guardas com uma faca, o que, mesmo que fosse verdade, não justificaria uma execução, ainda mais com 7 tiros.

O rapaz, de nome Mustafa Younis, fazia um tratamento para epilepsia no hospital em que foi assassinado e se preparava para uma cirurgia no cérebro.

O assassinato de palestinos é frequente no estado de Israel, que nada mais é do que um braço do imperialismo para controlar os territórios do Oriente Médio.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas