Genocídio israelense
Novamente, Israel bombardeia Gaza sob um pretexto falso para manter seu controle da Palestina
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
x82516732_Smoke-rises-following-an-Israeli-air-strike-in-Gaza-May-5-2019.-REUTERS-Mohammed-Salem.jpg.pagespeed.ic.m1duL5RYK2
Um "presente" de Natal | Foto: Reprodução

As Forças de Defesa de Israel bombardearam vários locais na Faixa de Gaza, dizendo que os ataques vieram em “retaliação a uma saraivada de mísseis” lançados supostamente do enclave palestino em direção a Israel no dia de Natal. 

Os alvos supostamente incluíam um local de fabricação de foguetes, um posto militar e algumas infraestruturas subterrâneas, disse o órgão em um tweet, alertando que “o Hamas arcará com as consequências por todo o terror proveniente de Gaza”. Quem arca mesmo não é apenas o Hamas, exército de libertaçao do povo palestino, mas os civis, que viram na noite de Natal uma enxurrada de misseis do lado e dentro de suas casas. 

 Sirenes de ataque aéreo soaram na cidade de Ashkelon, atual Israel [antiga Palestina], na sexta-feira, forçando os moradores a fugir para abrigos antiaéreos. No entanto, o sistema de defesa aérea Iron Dome supostamente interceptou todos os mísseis, com vídeos compartilhados online alegando mostrar os projéteis sendo lançados de Gaza e depois abatidos no ar. 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas