Flexibilização da contaminação
Fascista Romeu Zema, do partido NOVO, seguindo a política de seu “mito” Jair Bolsonaro, começará nos dias finais de maio a flexibilização do isolamento social em Minas Gerais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
zema_amarelo
Foto: Divulgação |

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) começará, a partir de amanhã (25), a flexibilização do isolamento social em Minas Gerais. Como a burguesia, da qual Zema é testa de ferro, não sabe, não quer, e não tem interesse em encontrar soluções para controlar a pandemia do Corona Vírus, resolveu jogar a população a própria sorte.

Diversos serviços em todo estado estão sendo retomados, a exemplo dos serviços presenciais do Detran-MG que inicia o atendimento presencial na próxima segunda-feira, dia 25, simulando preocupação com os funcionários públicos e as pessoas que necessitam de realizar alguma espécie ser serviço junto ao orgão, foi estabelecido que os atendimentos devem ser agendados, mas mesmo assim a expectativa do próprio Detran é que 400 pessoas sejam atendidas por dia.

Em Belo Horizonte, seguindo a mesma política, o prefeito Alexandre Kalil, flexibilizou vários serviços e comércios varejistas, tais como salão de beleza, shopping populares, dentre outros.

Em todo o estado, prefeitos, perdidos em meio a confusão causada pelo governo federal, também estão flexibilizando os cuidados contra a propagação do vírus.

Ou seja, para Zema e a turma de fascistas que tomaram o poder, mais importante que a vida das pessoas é o dinheiro produzido e gasto por elas.

Como disse o seu chefe: “Vai morrer gente, vai, sinto muito.”

O isolamento social nunca foi e nunca será o suficiente para deter o avanço do vírus, sem outras medidas, como a testagem da população e o isolamento das pessoas infectadas, dentre outras, tal medida é mera peça de propaganda.

No entanto, como o colapso da economia é questão de dias ou sendo muito otimista, alguns meses, a burguesia não tem mais como manter nem sequer o fechamento do comércio.

Toda campanha pelo “Fique em Casa” agora se transformou em “Use mascara”.

Zema seque o script dos seus patrões, o capitalistas que parasitam o estado: Morra, mas morra trabalhando.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas