Irã diz que não vai se render às sanções dos EUA

ministro-ira

Da redação – O ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, denunciou o plano dos Estados Unidos de reduzir as exportações de petróleo do país árabe, afirmando que “os norte-americanos montaram uma sala de guerra contra o Irã”.

As declarações do ministro foram feitas pouco depois de entrar em vigor uma série de sanções comerciais do imperialismo norte-americano contra o Irã, objetivando atingir o comércio de ouro, metais preciosos, alumínio e aço, além de automóveis fabricados no Irã.

A estratégia de impor sanções, levada adiante pelo presidente norte-americano, Donald Trump, pode levar à interrupção do fluxo comercial de petróleo, de modo a fazer cair a oferta e a levar a alta as cotações.

Diante disso, o ministro iraniano declarou que “se os norte-americanos querem manter essa ideia simplista e impossível em suas mentes, eles também devem saber suas consequências”.

O imperialismo de uma forma de geral, especialmente o norte-americano, buscam controlar os governos e, naturalmente, os negócios da maior parte dos países do globo. Dessa maneira, nações que conquista certa independência, como o Irã, logo entram em choque com os interesses econômicos e políticos do imperialismo, que anseia retomar o controle do petróleo iraniano.