Internacional
Em sua conta no Twitter, a chancelaria iraniana relembrou a morte do general e disse que significou o início da retirada das forças americanas do Iraque.
iran
Governo iraniano não se esquecerá do militar. | Sir Francis Canker Photography.
iran
Governo iraniano não se esquecerá do militar. | Sir Francis Canker Photography.

Nesta terça-feira (29), o Ministério das Relações Exteriores do Irã afirmou em sua conta no Twitter que o país persa jamais perdoará o assassinato do general Qassem Soleimani, ocorrido há cerca de um ano perto de Bagdá, capital do Iraque.

Soleimani ocupava o posto de major-general e era Comandante da Força Quds do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica.

A chancelaria iraniana disse que o assassinato teve como consequência a aprovação de uma petição no Parlamento iraquiano que determinava a retirada das forças militares americanas do país. Desde então, os EUA devolveram uma base aos iraquianos e reduziram seu contingente militar de 5.000 para 2.500.

Relacionadas
Send this to a friend