Repressão contra a esquerda
Trata-se de um claro atentado com todas as características do fascismo
balistica-fmln (1)
Ação foi gravada por câmeras de segurança | Foto: Reprodução/DATI
balistica-fmln (1)
Ação foi gravada por câmeras de segurança | Foto: Reprodução/DATI
Testes balísticos em El Salvador mostraram ontem (05) que o guarda-costas Diego Alvarado atirou contra vários militantes da Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN) no último domingo.

 

A Procuradoria-Geral da República confirmou que os projéteis de nove milímetros encontrados na cena do crime e nos dois corpos deixados pelo ataque são compatíveis com a arma de Alvarado.

A prova balística foi apresentada no relatório prévio à audiência inicial do caso, no qual Alvarado e dois outros funcionários do Ministério da Saúde são acusados ​​de homicídio qualificado e tentado.

Em 31 de janeiro, os três réus interceptaram e abriram fogo contra um veículo da FMLN com cerca de vinte pessoas a bordo, das quais duas morreram e duas ficaram feridas.

O procurador-geral da República, Raúl Melara, mostrou na última quarta-feira vídeos capturados por câmeras de empresas da área do evento, mostrando os réus se dirigindo ao caminhão da Frente, enquanto dois deles portavam armas.

Vídeo divulgado pela Polícia Nacional Civil mostra uma quarta pessoa saindo do caminhão e fazendo um movimento de ‘emergência’ ou ‘atirando’, embora não haja evidências de que estava armado ou baleado.

A defesa dos agressores anunciou que solicitará a reserva do caso para evitar que seja politizado, e manteve a retórica governamental de que ocorreu uma troca de tiros.

Relacionadas
Send this to a friend