Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
images cms-image-000591035
|

A investigação do assassinato da vereadora do PSOL, Marielle Franco, e de seu motorista, Anderson Gomes, indicam a possibilidade de o crime ter sido realizado pelo Batalhão de Operações Especiais (BOPE).

Segundo a Divisão de Homicídios (DH), a constatação de que a arma usada no crime foi uma HK MP-5 reforça as suspeitas de que o crime contra a vereadora e seu motorista tenham tido participação direta da força militar de operações especiais do Rio de Janeiro.

É óbvio que a vereadora foi executada pelas forças de repressão do Rio de Janeiro. A lenta investigação do caso e agora um suposto culpado é parte da tentativa dos golpistas de encerrar o caso para que não fique ainda mais evidente que a morte de Marielle está ligada ao alto comando das forças de repressão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas