Intriga da imprensa capitalista contra Lula: um “pequeno erro” de 600 milhões

correção

A imprensa burguesa é famosa pela propagação de falácias e distorções contra seus adversários políticos. No Brasil, a principal vítima é o ex-presidente Lula, alvo de centenas de matérias inverossímeis e fantasiosas, inclusive nas capas desses venais jornais.

Essa imprensa nunca se preocupou de corrigir suas tergiversações, no entanto, uma pequena grande correção chamou atenção. O jornal O Globo lançou uma “errata”  através da qual se corrigia uma “informação” de que o juiz Sérgio Moro teria bloqueado o montante de R$ 606 mil, ao invés de R$ 606 milhões, dos bens de Lula. Sem embargo, essa correção foi só um percalço no cotidiano desse jornal tendo em vistas as centena de mentiras já publicadas.