UFPB acima de todos!
Mais uma arbitrariedade do governo fascista do Bolsonaro. É preciso reagir contra as nomeações deste governo fraudulento nas universidades!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
upbautonomia
Manifestantes contra a reitoria bolsonarista na UFPB. | Foto: Retirado no site "https://conceicaoverdade.com.br"

O reitor empossado da UFPB, Valdiney Veloso, ficou em terceiro lugar na eleição deste cargo. Algo totalmente sem nexo, mas que reproduz a lógica do golpe de 2016, em que a Dilma sofreu o impeachment sem provas e nas eleições presidenciais de 2018, em que todos sabiam que o Lula venceria essa eleição e que só não foi eleito devido ao julgamento totalmente farsesco da Lava Jato. De lá para cá, se intensificou o ataque contra os direitos democráticos contra a população.

Nas universidades públicas e instituições federais, por exemplo, refletem este processo golpista. Os reitores são escolhidos pelo Bolsonaro, ao invés de respeitar a autonomia universitária.

A cerimônia nada democrática de transmissão de cargo aconteceu no auditório do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW). A manifestação ocorreu em frente deste hospital , com palavras-de-ordem como “Reitoria eleita, reitoria empossada” e “Na UFPB, interventor não se cria”. Além disso, os manifestantes jogaram ovos aos convidados deste festa fascistóide, algo inevitável diante de um ataque como este. Os estudantes também estão ocupando a reitoria e fizeram uma cerimônia simbólica para a chapa vencedora, Chapa 2 – “Inovação com Inclusão”, Terezinha e Mônica. Os votos desta chapa são de 964.518 votos, enquanto 106.496 foram para a chapa do Valdiney e Liana, “Orgulho de ser UFPB”, que de orgulho não tem nada.

O reitor, em resposta a essa manifestação, se sente no maior direito de dizer que “se ocorre dentro dos padrões que determina a legislação, se ocorre fora, as pessoas responsáveis por promover as manifestações devem ser responsabilizadas”, ou seja, a sua eleição que foi totalmente manipulada em favor de uma política de ataque as universidades, não “devem ser responsabilizada”, já enquanto a manifestação como essa, deve seguir a rigor da lei, a lei da burguesia, é claro. É algo totalmente sem lógica, o que é uma característica aos fascistas, diga-se de passagem.

Além disso, ele refere não somente essa manifestação, como ocorreu outras, como “picuinhas”. Uma coisa interessante em observar nessas duas expressões é de que o tal ditador da UFPB, digo reitor “eleito” pelo Bolsonaro, é que seus contra-argumentos contra as manifestações, principalmente este último, carregam um total descaso à liberdade de expressão. Isso é óbvio, tendo em vista que a extrema-direita (assim como a direita civilizada), a burguesia em geral, pela sua manutenção de poder, precisa reproduzir pessoas como o tal do Valdiney Veloso, tendo em vista da enorme crise que se expande sem nenhuma promessa de melhora.

Apesar da nossa posição crítica ao regime eleitoral da reitoria das universidades e institutos antes do golpe, pois vemos que seria preciso igualar o peso das votações entre professores, técnicos e estudantes, além de não precisar de um “alvará” do presidente, é de suma importância além de defender quem realmente foi eleito deste regime pouco democrático, que foi a Terezinha e Mônica da chapa Chapa 2 – “Inovação com Inclusão”, multiplicar as lutas dos estudantes da UFPB, ou seja, impulsionar uma verdadeira campanha de luta contra as arbitrariedades do Bolsonaro sobre seu autoritarismo quanto à escolha das reitorias. Ou seja, uma campanha com a palavra-ordem central de Fora Bolsonaro e todos os golpistas!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas