Inimigos do povo: ministro de Bolsonaro e latifundiários negociam fim do Parque Nacional dos Campos Gerais
parque
Inimigos do povo: ministro de Bolsonaro e latifundiários negociam fim do Parque Nacional dos Campos Gerais
parque

No dia 8 de abril, a deputada Aline Sleutjes (PSL-PR) protocolou uma solicitação para que o ministro ilegítimo do Meio Ambiente,  Ricardo Sales, extinga o Parque Nacional dos Campos Gerais. Localizado no Paraná, o parque foi criado por meio de decreto de 2016.

Na prática, a extinção do parque fará com que a área deixe de ser considerada uma unidade de conservação ambiental. Atualmente, o parque protege um dos últimos remanescentes de Campos Naturais do Paraná, estado que teve 99% desse ecossistema devastado.

O pedido feita pela deputada do PSL é apoiado por latifundiários que têm propriedades dentro da unidade de conservação. Ou seja, trata-se de uma escandalosa negociata do governo ilegítimo de Jair Bolsonaro e dos latifundiários para entregar de mãos beijadas uma fração importante do território brasileiro.

No dia primeiro de maio, quando será celebrado, em todo o mundo, o dia de luta da classe trabalhadora, o ministro golpista Ricardo Sales irá visitar a região onde fica o Parque Nacional dos Campos Gerais e se encontrará com Aline Sleutjes. O empenho do ministro mostra o interesse do governo Bolsonaro na questão.

A extinção do Parque Nacional dos Campos Gerais, além de ser uma demonstração cabal de que o governo está a serviço dos latifundiários, poderá criar condições para que os golpistas acabem com todas as áreas de preservação ambiental restantes no País. Por isso, é necessário denunciar e combater energicamente mais essa medida do governo golpista.

A única forma de impedir que todas as riquezas do Brasil sejam entregues aos capitalistas é por meio de uma mobilização revolucionária que se proponha a derrubar o regime político. Fora Bolsonaro e todos os golpistas!