Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
bolsonaro-itaipu
|

Da redação – Em ato conjunto com o presidente de extrema-direita do Paraguai, Mario Abdo, Jair Bolsonaro elogiou ex-ditadores torturadores brasileiros e paraguaios. 

Na terça-feira (26), os presidentes do Brasil e do Paraguai, Jair Bolsonaro e Mario Abdo, ambos de extrema-direita, reuniram-se na hidrelétrica de Itaipu, cidade fronteiriça dos dois países, para apresentar a nova direção da Hidrelétrica binacional. Na ocasião, Jair Bolsonaro elogiou o antigo ditador paraguaio Alfredo Stroessner, que governou o país de 1954 até 1989, sendo responsável pelo assassinato e a tortura de dezenas de milhares pessoas, instaurando uma gigantesca repressão e perseguição política.

“Então aqui também a minha homenagem ao nosso general Alfredo Stroessner”

Bolsonaro ainda elogiou os Generais ditadores e torturadores do regime militar de 1964, o General Castelo Branco, o General Costa e Silva, o General Emílio Garratazu Medici, o General Ernesto Geisel e o General Figueiredo. Todos eles responsáveis pelas imensas atrocidades que ocorreram nas décadas de 60, 70 e 80, quando milhares de pessoas desapareceram, morreram e foram torturadas.

O elogio da Bolsonaro aos Generais, capachos dos capitalistas e inimigos do povo, revela a necessidade da esquerda se mobilizar para derrubar seu governo fraudulento. É preciso combater a extrema-direita e sua política de repressão e perseguição política.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas