“Inglaterra tinha tudo a ganhar com o envenenamento de Skripal”, diz ministro das Relações Exteriores russo

skynews-sergei-skripal-yulia_4248275

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov apresentou uma possível explicação para o envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e sua filha. Para o político, o objetivo é prejudicar a realização da Copa do Mundo.

A denúncia foi feita nesta quinta feira, publicada pelas agência de notícias interfax e produzida pela Reuters.
O episódio causou uma crise diplomática entre dos dois países. A primeira ministra Thereza May, vetou a ida de representantes oficiais para a copa do mundo que se realizará na Rússia no mês de junho, serão impedidos de ir ministros, representantes da família real, somente a seleção poderá participar.
Na última quarta, 23 diplomatas russos foram expulsos do Reino Unido e terão menos de uma semana para deixar o território.
O governo da Grã-Bretanha – em clara campanha contra o governo Putin – procura divulgar a versão que o envenenamento do ex-espião e sua filha, em Salisbury, na Inglaterra, seja obra da Rússia.
“Não há nenhuma conclusão alternativa, além do fato de que o Estado russo foi culpado pela tentativa de assassinato de Skripal e sua filha e por ameaçar a vida de outros cidadãos britânicos em Salisbury. Isso representa um uso ilegal da força pelo Estado russo contra o Reino Unido – declarou a primeira-ministra, Thereza May, sem apresentar uma única prova das acusações sem qualquer fundamento.