Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Jeremy-Corbyn-Chatham-House
|

Da redação – O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, declarou há poucos minutos que irá reconhecer a Palestina como um Estado nacional soberano, caso seja eleito primeiro-ministro em novas eleições, que estão sendo propostas por seu partido em meio à crise gigantesca no regime político.

Corbyn afirmou nesta quarta-feira (26), na conferência do Partido Trabalhista que ocorre em Liverpool, que, para tornar realidade as propostas da comunidade internacional de dois Estados (o ilegítimo Estado sionista de Israel e a Palestina), “nós vamos reconhecer a Palestina como Estado logo que chegarmos ao poder”.

O político, eleito líder de seu partido graças ao apoio da base operária dos trabalhistas e contra a cúpula dirigente de sua agremiação, condenou o genocídio causado pelo imperialismo israelense contra o povo palestino. Ele também respondeu aos ataques hipócritas dos conservadores, que afirmam que Corbyn seria antissemita por defender os direitos básicos dos palestinos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas