“Ineficiência” é apenas uma mentira para privatizar as estatais
PETROBRAS
“Ineficiência” é apenas uma mentira para privatizar as estatais
PETROBRAS

As armadilhas por trás das políticas neoliberais estão levando cada dia mais o País à falência, afinal, as jogadas de sucatear serviços e empresas públicas para depois privatizá-las prejudica a população em todas as esferas da vida. A direita golpista e entreguista tenta, a todo custo, apontar que o Estado não tem condições de gerir empresas, que nenhum serviço estatal funciona e que a privatização é o único caminho possível diante dessa realidade, contudo, essa é uma premissa completamente falsa, pois o Brasil possui um longo histórico positivo com suas estatais.

A Eletrobras é um bom exemplo disso, a estatal brasileira construiu o maior parque gerador do mundo, com 164 usinas trabalhando, tendo o maior conjunto de geração e transmissão numa mesma companhia, o que é um grande feito. Isso tudo estatal, sem ajudas privatistas por trás, nem monopólio. Qualquer empresa privada poderia fazer algo grande e avançado assim se quisessem, mas nunca fizeram nada. Outra grande estatal brasileira que está vendo seu legado sendo destruído pelos golpistas é a Petrobras. A companhia, que já chegou a ser a 7º companhia de petróleo do mundo, agora, está sendo sucateada e vendida aos poucos pelos entreguistas. Antes mesmo de descobrir o Pré-Sal, a Petrobras já era grande o suficiente para ser a maior companhia petroquímica da América Latina e a 3º maior rede de distribuição do mundo.

O mito da ineficiência das estatais deve ser derrubado para que a soberania nacional possa ser uma realidade. Estatais como o Banco do Brasil, que já chegou a ser um dos 20 maiores bancos do mundo, mas que agora está cada vez mais decadente depois de uma série de ataques desde o governo de FHC, não podem morrer para favorecer os interesses dos grandes empresários e do imperialismo, que sempre tem uma mão por trás dessas táticas.

O Brasil precisa lutar para manter vivas suas estatais, pois, sem elas, a situação do Brasil em todas as esferas sociais estaria dizimada, tanto na economia quanto na saúde e educação. A ideia de que tudo que é privatizado funciona melhor deve ser rompida, já que esse é o plano da burguesia brasileira, sucatear os serviços públicos até estes terem que apelas para a privatização para sobreviverem. É um verdadeiro ataque a autonomia do País e esses ataques devem ser derrubados junto dos golpistas que tomaram de assalto o País.