Luta pela demarcação de terras
Indígenas Tupinambá são ameaçados por pistoleiros na Bahia
Depois do golpe de Estado, a polícia e os capangas dos latifundiários estão reprimindo os trabalhadores do campo
IMG-20190930-WA0068
Luta pela demarcação de terras
Indígenas Tupinambá são ameaçados por pistoleiros na Bahia
Depois do golpe de Estado, a polícia e os capangas dos latifundiários estão reprimindo os trabalhadores do campo
Polícia Militar na aldeia.
IMG-20190930-WA0068
Polícia Militar na aldeia.

No dia 30 de setembro o sítio Acuípe Notícias publicou uma denúncia sobre um indivíduo que estava ameaçando a comunidade indígena de Acuípe de Baixo, em Ilhéus, sul da Bahia.

A nota dizia que o rapaz já havia sido casado com uma indígena da aldeia, mas havia a expulsado de casa e agora ocupava uma parte do território já demarcado, fazendo ameaças com armas de fogo de alto calibre (rifles) à tribo, que é composta por 17 famílias.

Os conflitos pela terra estão cada vez mais frequentes. Os pistoleiros, jagunços, latifundiários, depois do golpe de Estado, estão se sentindo cada vez mais a vontade para reprimir todos os tipo de movimento relacionado à luta pela terra, tendo inclusive ajuda de órgãos repressivos do estado, como a polícia militar.

Leia a seguir a nota do sítio:

Índios Tupinambá de Olivença são ameaçados de morte na comunidade do Acuípe de Baixo em Ilhéus no Sul da Bahia.

Todos os índios da comunidade do Acuípe de Baixo vem sendo ameaçado diariamente por não índio que se empossou das terras que esta dentro do processo de limites de demarcação do território indígena Tupinambá de Olivença, a referida Aldeia Tupã é uma retomada de 10 anos, que encontra-se em  momento delicado de insegurança para as as 17 famílias que esta em risco de vida, entre elas são. Crianças, mulheres grávidas, ancião e estudantes, portanto esse indivíduo que esta ameaçando a população indígena já foi agregado casado com uma índia por poucos tempos, e assim expulsando a sua companheira indígena para fora de sua residência causando conflitos e assim colocando-a mais não índios na aldeia Tupã e amedrontando os índios com arma de fogo, logo abaixo vocês vão ver nas imagens a seguir, pessoas não índio com arma de fogo de alto calibre (RIFLE) ameaçando todos os índios que ali se encontra, por tanto  a Funai e o ministério Público Federal esta sendo comunicado sobre o conflito aqui na região Sul da Bahia e que as medidas cabíveis estão sendo tomadas pelo poder público Federal.

Veja a seguir as imagens cedidas pela comunidade Tupinambá: