Genocídio de povos indígenas
Lideranças indígenas do Alto Solimões e de Manaus denunciam, ao menos, o dobro de infectados do número oficial
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
parue das tribos- manaus-1
Parque das tribos, Tarumã, Manaus. Imagem: Euzivaldo Queiroz/acritica.com |

Da redação – Os registros oficiais de indígenas contaminados pela Covid-19 informam 150 contaminados, sendo 12 mortes até o último sábado (9), cfe dados da Fundação Vigilância de Saúde do Amazonas (FVS-AM). Entretanto, cfe lideranças indígenas de comunidades mais próximas a Manaus, informam que esse número é, ao menos, duas vezes maior, acima dos 300 infectados.

Como é o caso das comunidades do Parque das Tribos em Manaus, que informa o número de ao menos 300 contaminados, mas que há um grande número de afetados por outras doenças, que causam sintomas parecidos como diarreia, febre, dores no corpo etc, causadas pela crítica situação das comunidades, sem qualquer suporte dos governos locais.

Quanto ao coronavírus, a maior denúncia é a falta de médicos e a completa inexistência de testes nos doentes.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas