Índia: partido de Narendra Modi ganha maioria no parlamento, no acirramento da crise política

indiaeleicoes

Com uma vitória expressiva, entre os 900 milhões de indianos que foram às urnas nesta última eleição, a maior do mundo, o Partido Bharatiya Janata (BJP) conseguiu a maioria no parlamento, garantindo mais um mandato de 5 anos para o atual Primeiro Ministro da Índia, Narendra Modi.

Para formar um governo, o partido precisaria de 272 cadeiras das 542 do parlamento, e os dados da Comissão Eleitoral informam que o BJP sozinho conseguiu 298. O partido Congresso Nacional Indiano, do candidato da oposição Rahul Gandhi, obteve apenas 52 assentos, mas ainda se manteve como segundo maior partido na disputa.

O nacionalismo burguês ganhou novamente as eleições na Índia, apesar de sua orientação direitista. O país indiano passa por uma profunda crise política, com a questão da minoria muçulmana em um governo nacionalista hindu, e o separatismo no território da Caxemira disputado com o Paquistão, tendo o governo de Modi explorado a questão da segurança nacional.

Modi teve uma ampla maioria dos votos nas eleições devido também às políticas com programas sociais de necessidades básicas como saneamento, gás de cozinha, saúde e educação. Porém a Índia passa ainda por uma grave crise econômico devido às políticas neoliberais do governo, que vem aumentando com a crise econômica, com alto índice de desemprego, que vem crescendo desde 2011, o que levou a um enorme ato contra o governo em fevereiro, de um milhão de indianos em Calcutá, chamado pelo Partido Comunista.