Aumentam as tensões
Em meio à escalada dos conflitos entre Índia e China, governo indiano anuncia o envio de 6 foguetes guiados do tipo Pinaka à fronteira com a China.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
narendra-modi
Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia | Créditos: Reprodução

Em meio à escalada dos conflitos entre Índia e China, governo indiano anuncia o envio de 6 foguetes guiados do tipo Pinaka à fronteira com a China.

“Estes seis regimentos de Pinaka serão colocados em operação ao longo das fronteiras norte e leste do nosso país, melhorando ainda mais a preparação operativa das nossas Forças Armadas”, anunciou em comunicado o Ministério da Defesa da Índia nesta terça-feira, 1.

Os sistemas de rede chamados Pinaka, com foguetes guiados, são capazes de destruir alvos a uma distância de 900 metros quadrados, podendo, também, descarregar 7,2 toneladas de explosivos contra um alvo a 80 km de distância em apenas 48 segundos. Isso tudo com uma precisão de 25 metros.

Os conflitos entre os dois países surgiram em decorrência da construção, pela Índia, de uma estrada no vale do rio Galwan. O diário South China Morning Post escreveu que, embora as tropas tenham se retirado por enquanto, décadas de construção de estradas ao longo dos 3.500 km da fronteira não pararam, o que aumenta as chances de confronto.

Por parte de Pequim, diversos pedidos foram feitos à Nova Delhi para que o governo indiano retire o mais rápido possível suas forças da região de disputa, para evitar um agravamento das tensões na área.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas