Incêndio em presídio mostra a ditadura que é o sistema carcerário
incendio presidio
Incêndio em presídio mostra a ditadura que é o sistema carcerário
incendio presidio

Conforme destacamos sistematicamente em nossa imprensa, os presídios brasileiros são um verdadeiro inferno na terra. Feitos para a classe operária, já abrigam no Brasil quase um milhão de presos, um número muito superior à sua capacidade, e que deixa o país em terceiro no ranking mundial de população carcerária. Com o golpe de Estado, seria de se imaginar que as condições de vida nestes campos de concentração tenham ficado ainda mais degradantes.

A propaganda da burguesia é a de que os presos são seres perigosíssimos, despidos de qualquer vestígio de humanidade. Portanto, todo sofrimento recebido nos presídios seria mais do que merecido. No entanto, não é o que vimos em um incêndio, ocorrido na penitenciária agroindustrial São João, de Itamaracá, em Pernambuco, na tarde desta quinta dia 22. Em meio às chamas, que ameaçaram a vida de todo um setor da penitenciária, uma grande quantidade de detentos rapidamente se organizou para resgatar outros que estavam presos, reféns das chamas. Veja no vídeo à seguir imagens que mostram este momento de solidariedade entre os detentos.

Veja o vídeo que mostra os detentos se organizando para libertar os que estavam presos nas chamas.

O que na realidade demonstra apenas a humanidade destas pessoas, contraria toda a lógica da propaganda direitista. Os detentos não são animais, embora com frequência sejam tratados de forma ainda mais desumana que animais de zoológico, mas são seres humanos, em sua esmagadora maioria pretos e pobres, sendo que 80% desta população não tem sequer documento. A esquerda não pode apoiar este gigantesco sistema de triturar gente e deve se mobilizar pelo fim deste sistema prisional.