Ataque à classe operária
Após o ataque hacker contra o DCO no dia 18 de julho, a imprensa progressista tem denunciado e se solidarizado com mais este ataque a toda classe trabalhadora e a esquerda.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
dco
Todo ataque a imprensa progressista e revolucionária deve ser denunciado e combatido | Foto: Arquivo DCO

No último dia 18 de julho, o Diário Causa Operária sofreu um ataque hacker de cunho fascista, onde foram destruídos a estrutura do site e também excluídos mais de 4.000 artigos, o que correspondem a mais de quatro meses de trabalho de todos aqueles que contribuem para a imprensa operária e de esquerda. Vale ressaltar que se não fosse a rápida ação dos militantes responsáveis pela manutenção do site a perca teria sido muito maior, já que o intuito dos invasores era a destruição completa de todo o site e todo o conteúdo criado até então. O episódio com o DCO não foi um ataque apenas ao jornal eletrônico e ao Partido da Causa Operária, mas também é um claro ataque a liberdade de imprensa, de expressão, à toda a esquerda e toda a classe operária. Diante de tamanha agressão, a imprensa progressista, não só brasileira, tem denunciado e se solidarizado com o ocorro ao Diário Causa Operária .

Vários veículos da imprensa progressista têm denunciado a ofensiva fascista contra todos os trabalhadores, como por exemplo, o Brasil 247, o Diário do Centro do Mundo, a Prensa Latina, de Cuba, entre outros. A mobilização é fruto da consciência do quanto um ataque como este representa perigo e deixa um alerta a todos aqueles que estão comprometidos com as pautas progressistas e da classe trabalhadora. Quando vemos esse tipo de acontecimento, temos uma amostra daquilo que o fascismo realmente deseja, que é calar a voz dos trabalhadores e censurá-los para que toda a podridão em que estão submersos não seja denunciada e combatida.  Francisco Fernandes Ladeira, do Observatório da Imprensa, também se manifestou e em um vídeo enviado ao DCO destacou também o papel que o Diário tem desempenhado nos últimos anos diante da ofensiva fascista que o Brasil está enfrentando:

“… Eu ressalto a importância do DCO e do Partido da Causa Operária denunciando os retrocessos democráticos no Brasil nos últimos anos, desde o golpe contra a presidente Dilma Rousseff em 2016, a prisão do ex-presidente Lula, e hoje o DCO como uma voz importante denunciando o caráter da frente ampla, que nada mais é do que uma maneira de ressuscitar os golpistas de 2016.”

Em outra demonstração de indignação e solidariedade, Beto Almeida, repórter da Telesur, destacou quem são os agentes por trás deste grosseiro ataque e também a necessidade de se defender toda a imprensa progressista e revolucionária:

“… essa grosseira invasão que houve na página do Partido da Causa Operária, por agentes da direita, do imperialismo, que tem planos sempre sinistros. É preciso toda a solidariedade ao PCO, é preciso defender a voz e os instrumentos dos que lutam pela transformação social, pelo socialismo…”

A ofensiva contra o Diário Causa Operária e contra toda a esquerda e os trabalhadores deve ser amplamente denunciada e combatida, pois mais uma vez a extrema direita e os agentes do imperialismo tentam calar a voz daqueles que não aceitam e não se calarão diante todos os ataques vindos da burguesia contra os trabalhadores e todos aqueles que buscam uma sociedade mais justa e igualitária para toda a classe operária. O fascismo e a extrema direita devem ser combatidos em todas as esferas possíveis.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas