Pelo interesses imperialistas
Existe uma grande campanha por parte da imprensa golpista de rebaixar o futebol brasileiro e seus jogadores a comando dos interesses da burguesia.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Rio 2016
Brasil 2 x 0 Colombia
Foto: Daniel Kfouri
O melhor jogador do país, principal alvo dos ataques da imprensa golpista | Foto: Reprodução/Veja-Grupo Abril

Constantemente a imprensa golpista dispara centenas de ataques contra o futebol brasileiro. A imprensa que nada entende de futebol usa suas matérias, redes sociais, jornais e programas de tv, para jorrar ataques contra  jogadores e exaltar o futebol imperialista europeu.

Nos últimos tempos os meios de comunicação do mundo do esporte e no Brasil, dedicam seu tempo para derrubar grandes jogadores brasileiros em especial (Neymar).

Essa semana o site burguês de notícias (UOL), lançou uma matéria exaltando o futebol europeu e rebaixando o brasileiro, mostrando que toda a imprensa trabalha para afundar o futebol nacional a mando dos interesses imperialistas.

Já pelo título da matéria dá para notar que a imprensa não se contenta em apenas bajular os gringos, tem que destruir e atacar o futebol brasileiro e seus jogadores. O colunista, Rafael Reis, autor da matéria, cedeu o seguinte título – “Nada de Neymar: o verdadeiro melhor do mundo nesta temporada é Lewandowski”.

O conteúdo do ataque contra o brasileiro é muito significativo pois coloca às claras que há uma campanha sistemática e articulada contra ele. Existe um grande projeto por parte da imprensa golpista de rebaixar o futebol brasileiro. Não é de hoje os ataques contra o craque Neymar, seleção brasileira e Tite.

Em 2019, em meados de outubro, a seleção brasileira obteve um empate em um amistoso com a seleção de Senegal por 1 a 1. Comemorando seu 100ª jogo com a camisa canarinho, o atacante brasileiro e o técnico Tite, foi alvo de ataques por toda a imprensa burguesa.

“Neymar é desonesto com colegas ao dizer que carrega seleção nas costas”(R7, 10/10/19); “Neymar diz que já carregou seleção nas costas e defende privilégios” (Folha de S. Paulo, 9/10/10).

O jornal burguês criticou Neymar, jogando a culpa do empate ao jogador que respondeu as criticas. O privilégios citado pela imprensa foi pelo jogador ser escalado como titular por Tite, após um período de lesão. A imprensa não aceita que Neymar é o melhor jogador do país e até mesmo do mundo.

O fato é que existe uma programação automática por parte da imprensa com objetivo de barrar qualquer tentativa de levantar a qualidade dos jogadores brasileiros e seu futebol arte.

O esporte é uma invenção imperialista que no início era praticado apenas pela burguesia, mas se transformou em um patrimônio do povo, como tal, é, uma das únicas fontes de alegria da classe trabalhadora. Esse fato traz a pressão capitalista pela retomada do futebol apenas para uma pequena parcela da sociedade, a burguesia, que usa a imprensa como sua ferramenta principal para retirar o que virou hoje uma grande expressão popular do povo pobre.

No Brasil, outros esportes não são permitidos ao povo, somente o futebol, que o povo teve de arrancar das mãos da burguesia, graças à facilidade de praticá-lo. Por isso o povo ama o futebol. Esse amor, essa paixão, portanto, também tem um caráter de classe. É uma conquista do povo contra a burguesia. A burguesia quer morrer vendo sua invenção nas mãos do povo trabalhador, é, como, um tiro no peito.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas