Imprensa golpista falida: editora Abril recebe mais de R$100.000,00 do Estado

dinheiro_freeimages-654365

A editora Abril golpista ganhará uma remuneração estatal de R$ 100.000,00 para “recuperação da crise” , com a aceitação do pedido de “recuperação judicial” pelo  juiz Paulo Furtado Oliverio, da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo.

O mesmo golpe e as mesma imprensa golpista que fazem propaganda da privatização geral do Brasil, recorre ao próprio Estado em momento de crise para garantir sua sobrevida de imprensa decadente e desacreditada pela população.

A alegação cínica da empresa no processo é de que a quase falência vem da “queda expressiva das receitas de publicidade, das vendas de assinatura e nas bancas como os principais motivos para o pedido”. Isso além “do custo da reestruturação da empresa”, vulgo, “demissão de funcionários”, e “encerramento de revistas” também terminou por ter “impacto negativo” nas receitas. A questão que fica é se os desempregados da editora Abril se beneficiarão com esse ganho judicial da editora. A resposta é clara: não, apenas os grandes capitalistas se beneficiam dessa distribuição de dinheiro.