Imprensa golpista em Mato Grosso quer calar o blogueiro Enock

DSCF1881

Da redação – O blogueiro e jornalista Enock Cavalcanti está sendo processado pelo empresário João Dorileo Leal, que comanda a golpista A Gazeta.

O motivo do processo pode ser explicado pelo próprio Enock, que também informa sobre sua condenação em primeira instância: “No dia 13.2.19, sem maior repercussão, foi publicada a decisão da juíza Sinii Savana Bosse Saboía Ribeiro rejeitando meus embargos de declaração e confirmando a decisão anterior do juiz Gilberto Bussiki, na mesma vara, que me condenou a pagar 28 mil de indenização por ter escrito, em 2017, texto neste meu blogue informando que o Sr. João Dorileo Leal fora citado na delação do ex-governador Silval Barbosa e lembrando que, além desse caso, Dorileo também é investigado como ativo participante no episódio carimbado como Escândalo das Gráficas e sob investigação do Ministério Público Estadual. Também lembrei no pequeno e modesto artigo, que Dorileo esteve envolvido no Escândalo do Secomgate, ao lado da figura histórica do ex-governador Dante de Oliveira, tido e havido como o Senhor das Diretas”.

O jornalista recorreu da sentença que o condena a pagar vultuosa indenização e, nesta quinta-feira (21) ambos estarão de diante do juiz Wlademir Perri e também diante do representante do Ministério Público Estadual, na 10ª Vara Criminal.

Note-se que o que Enock fez foi noticiar que Dorileo teria sido delatado pelo ex-governador Silval Barbosa, o que, de fato, ocorreu. Não afirmou que o acusado fosse culpado ou qualquer coisa do tipo: apenas noticiou uma delação que foi feita por Silval. Enquanto isso, o grupo A Gazeta, bem como os demais órgãos da imprensa capitalista e golpista, acusam, jugam e condenam, frequentemente mesmo sem a existência de qualquer prova. Eles podem fazer isso com qualquer um, mas “ai” daqueles que tocarem no nome deles. A acusação é de que Enock atentou contra a honra de Dorileo. Se não soubéssemos que a imprensa capitalista não tem honra alguma, poderíamos ficar compadecidos.

O blogueiro, em sua página, denuncia corretamente a perseguição e convida outros jornalistas a se debruçarem sobre o caso: “O meu entendimento é que a arremetida do Sr. Dorileo contra mim é uma tentativa de calar o contraditório dentro da imprensa de Mato Grosso. É um ato intimidatório da imprensa corporativa, da poderosa máquina de comunicação montada pelo Sr. Dorileo contra o jornalismo opinativo que sempre abracei e sempre pratiquei. Seria bom que outros jornalistas e outros analistas se debruçassem também sobre esse caso, analisando seus desdobramentos e os signos que ele incorpora”.

Entretanto, é preciso mais do que isso. Mais do que se debruçar sobre o caso, é preciso se mobilizar contra tal vergonhoso ataque contra a liberdade de expressão e de imprensa por parte dos capitalistas, que sempre atacam seus adversários em nome dessa mesma liberdade. É preciso que os jornalistas e demais trabalhadores da área da comunicação, com especial ênfase a imprensa independente, se organizem e se mobilizem para a realização de protestos contra esse tipo de ataque, com a consciência de que não será por vias judiciais que será garantida a justiça, visto que o poder judiciário está, notavelmente, ao lado da imprensa golpista.