Imperialismo norte-americano aumenta ditadura e deverá usar processo de reconhecimento facial em 97% de passageiros em aeroportos

rec-fac-b9

Da redação – O Departamento de Segurança Interna dos EUA anunciou que está procurando usar o sistema de reconhecimento facial em 97% dos passageiros em aeroportos.

O processo envolve fotografar os os passageiros antes do embarque, e já estava sendo usado em pelo menos 15 aeroportos dos EUA no final do ano passado.

Segundo matéria do Olhar Digital, “ao fotografar as pessoas no portão de embarque, o sistema cruza esse material com uma biblioteca cheia de imagens de rostos de pessoas que entraram com pedidos de visto e passaporte, bem como os que foram recolhidos por agentes de fronteira quando estrangeiros entram no país. O objetivo da plataforma é oferecer a “Saída Biométrica”, que dá às autoridades uma boa ideia tanto de quem está deixando o país, como quem está entrando, e permite que eles identifiquem pessoas que tenham seus vistos expirados”.

Ou seja, a política de vigilância do imperialismo norte-americano está aumentando exponencialmente nos últimos anos, fortalecendo a ditadura dos capitalistas, por meio do Estado, existente no país.

A ditadura é nítida. A pena para um cidadão que ultrapassou o limite de seu visto pode chegar até 10 anos de prisão nos EUA.

A esquerda está denunciando que se trata de uma forma de atacar as liberdades democráticas e civis da população – como de fato é.