Imperialismo no Brasil: Secretário de Defesa dos EUA se reúne com ministros e ameaça a guerra na América Latina

HT_james-mattis5-cf-161121_16x9_992

Da redação – O Secretário de Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, visitará a América Latina e na próxima segunda-feira, dia 13, fará reuniões com os Ministros Joaquim Silva e Luna, da Defesa, e Aloysio Nunes Ferreira, das Relações Exteriores para discutir uma suposta cooperação nas áreas técnica, científica, político-militar e de indústria de defesa. O problema é que o povo brasileiro sofreu um golpe organizado pelos EUA, por uma operação articulada pela CIA, como em 1964 e a gravidade da notícia está aqui: o avanço da intervenção imperialista nas Américas.

A imprensa burguesa diz que a visita terá como objetivo a troca de conhecimento, o treinamento de militares e o aperfeiçoamento de técnicas e de informações entre os dois países, ampliando “os mecanismos de cooperação bilateral para elevar o comércio na área”, que seria a área político-militar e de defesa. As ações militares incluem planejamento de exercícios de guerra e aquisição de materiais de guerra, como armas.

Devemos denunciar amplamente que os EUA sempre organizaram sua agência de inteligência intervencionista, a CIA, no território brasileiro. E mesmo com a derrubada do regime militar nunca deixaram nosso país, e agora, após o golpe de 2016 contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a prisão de Lula, estão se sentindo a vontade para aparecer abertamente e ameaçar novamente a classe trabalhadora.

Além disso, os Estados Unidos pretendem comprar 300 aviões da Embraer, que é uma empresa nacional cujo controle recentemente foi cedido para a norte-americana Boing. Com isto, o Brasil se torna um país cada vez mais subjugado aos interesses dos Estado Unidos, a ponto de perder totalmente o controle de seus mecanismos de defesa nacional e servindo de fonte inesgotável de renda para os capitalistas estrangeiros.