Riquezas nacionais
O governo de Jair Bolsonaro, agindo como um verdadeiro capacho dos empresários, está dilapidando o patrimônio do povo brasileiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
5.5-1-10-1280x720
Plataforma P-50, uma das mais lucrativas que o Brasil tem, e que está em leilão para os capitalistas | Foto: Agência Brasil.

A Petrobras anunciou, na última sexta-feira (25), a venda de dois campos de petróleo localizados em águas profundas da Bacia de Campos, Albacora e Albacora Leste. A direção da estatal brasileira, tomada por golpistas à serviço das empresas estrangeiras, quer vender a totalidade da participação dos nacionais nesses campos, que incluem as plataformas de P-25, P-31 e P-50 e um total de 8 refinarias.

As plataformas são responsáveis por minério de alta qualidade, localizados em áreas de pré-sal, sendo assim, são ativos altamente lucrativos que, junto à BR Distribuidora, sempre deram lucros exorbitantes à nação. Além disso, a venda das plataformas ocasionará em risco de demissão ou perca direitos trabalhistas para cerca de 4 mil trabalhadores.

O governo de Jair Bolsonaro, agindo como um verdadeiro capacho dos empresários, está dilapidando o patrimônio do povo brasileiro. Há, em seu governo, uma política de aceleração da venda das riquezas nacionais. A política “patriótica” de Bolsonaro é uma verdadeira balela, pois não busca defender a Petrobrás, uma empresa brasileira, do povo, e uma das mais avançadas em termos de tecnologia de extração de petróleo do planeta. Junto a isso, retira do Brasil e entrega o direito de exploração sobre o pré-sal a capitalistas privados. O pré-sal é um dos melhores petróleos do mundo, que só há em terras brasileiras.

Tezeu Bezerra, o Coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense, o Sindipetro-NF, alerta sobre a urgência em mobilizar os trabalhadores para a luta pela defesa da garantia dos seus empregos, que depende completamente da defesa do patrimônio brasileiro, o petróleo nacional.

“Questiono o que será da vida desses trabalhadores e de suas famílias se essa venda for efetivada. chegamos em um momento em que não temos mais saída e precisamos lutar em defesa dos nossos empregos e de nosso futuro”

Ele denuncia também que:

“O governo Bolsonaro não tem mais critério sobre o que vende, se é um ativo lucrativo ou não. Como anunciado em uma reunião ministerial ele quer aproveitar a pandemia para passar a boiada e fazer o que bem entender”

Isto é, fica ainda mais claro o golpe bolsonarista na nossa economia nacional, quando se decide vender empresas que garantem altos lucros ao País. Lucros que eram, inclusive, segundo lei aprovada no governo Dilma, em 2013, obrigatoriamente destinadas em parte às áreas de educação e saúde.

É preciso mobilizar os trabalhadores petroleiros contra a entrega do patrimônio nacional. Junto a isso, é urgente mobilizar os trabalhadores a ir às ruas exigir a expulsão do governo entreguista de Jair Bolsonaro Fora Bolsonaro!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas