Menu da Rede

Adquira o Jornal Causa Operária 1.172!

O mais seguro são as ruas

Impeachment pode se transformar no Cavalo de Troia da esquerda

Burguesia tenta manobrar para canalizar a luta para o terreno institucional, onde o povo não tem vez

Os que derrubaram a esquerda para colocar Bolsonaro vão se aliar à esquerda contra Bolsonaro? – Foto: Reprodução

O impeachment de Bolsonaro, em si, não é algo negativo, logicamente. É uma maneira pela qual o presidente fascista e ilegítimo poderia ser chutado para fora do governo.

No entanto, é preciso ser muito reticente com relação à maneira como ele é tratado.

Por exemplo, ontem (24) ocorreu a plenária sobre o superpedido de impeachment de Bolsonaro, que reuniu lideranças de toda a esquerda, da pseudoesquerda e da direita. Nela, falaram bolsonaristas arrependidos (mas que certamente votariam nele novamente contra a esquerda) como Alexandre Frota, Joice Hasselmann e o MBL.

Suas falas foram no sentido de ampliar os atos para outros setores que não sejam os trabalhadores e a esquerda, seguindo exatamente as ordens que a burguesia está dando à frente ampla. Joice Hasselmann, por exemplo, disse que a direita deveria ter mais espaço no movimento, porque as manifestações estavam “vermelhas demais”.

É o que quer a burguesia e a direita golpista: se apossar dos atos populares para destruí-los e levar a luta para dentro das instituições, dominadas pela burguesia, onde o povo nunca teve vez.

Por isso a burguesia tenta manobrar com a questão do impeachment. Enquanto o povo grita nas ruas “Fora Bolsonaro”, a imprensa golpista manipula as notícias sobre os atos afirmando que o povo pede o impeachment. E usa inclusive suas marionetes dentro da esquerda, como Guilherme Boulos, que escreveu na Folha de S.Paulo que as ruas querem o impeachment.

Na verdade, o impeachment é o caminho menos seguro para derrubar Bolsonaro. Há cinquenta pedidos sobre os quais o Congresso Nacional está sentado. Mesmo que fosse razoável que a Casa finalmente votasse o impeachment, seria bem possível que não o aprovasse, uma vez que Bolsonaro controla a maioria dos parlamentares.

Assim, o movimento nas ruas seria canalizado para uma esperança vã no Congresso e, sendo derrotado, jogaria um balde de água fria na população. Seria a derrota do movimento pelo Fora Bolsonaro.

Foi assim que terminou a onda de características revolucionárias que derrubou a ditadura militar: a burguesia, com o apoio da esquerda frente-amplista, levou a luta para a Constituinte de 1988, que foi uma verdadeira farsa e manteve todo o regime de dominação da ditadura, mas com um afrouxamento com o afastamento dos militares do governo – embora tenha permanecido seu poder. Aquilo poderia ter se transformado em uma revolução social se a esquerda tivesse investido nas ruas e não nas instituições. E hoje voltamos a um cenário parecido com o de décadas atrás, com um governo golpista dominado pela extrema-direita, inclusive com sérias ameaças de golpe militar.

É preciso aprender com o passado. A luta da esquerda deve ser nas ruas, longe das instituições viciadas e da direita golpista. A direita não é aliada, é inimiga da esquerda e do povo.

Tudo o que a direita e a burguesia querem é derrotar a esquerda e os trabalhadores, muito mais do que o próprio Bolsonaro. Por elas, Bolsonaro permanecerá no poder, caso não haja nenhuma outra opção para derrotar a esquerda nas eleições de 2022.

É preciso apostar na mais poderosa e ampla mobilização das massas populares, com protagonismo das organizações operárias e sociais como a CUT, o MST e os partidos da esquerda. Para derrubar Bolsonaro e toda a direita golpista. Para não deixar pedra sobre pedra do apodrecido regime político.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.