Imediata anulação dos 10 processos contra Lula!

lula_livre

Este jornal denunciou durante o final de semana que o 10º processo contra Lula era mais um processo fraudulento. Com os fatos que surgiram no domingo (9) no começo da noite, já não é possível negar que Lula de fato é um preso político perseguido pela direita golpista no Judiciário. O site The Intercept Brasil revelou conversas privadas entre o ex-juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça de Bolsonaro, e procuradores da Lava Jato. Na série de quatro reportagens, o site demonstra que havia na operação Lava Jato uma cnspiração para perseguir Lula e condená-lo mesmo que sem provas. Além disso, houve uma perseguição com o objetivo de tirá-lo das eleições e de impedi-lo de sequer dar entrevistas durante as eleições, visando prejudicar a candidatura de Fernando Haddad, do PT.

Na segunda reportagem da série, o Intercept mostra Deltan Dallagnol, procurador da Lava Jato, combinando com Sérgio Moro a melhor forma de acusar Lula no caso do triplex, que seria julgado por Moro. Ou seja, o juiz, que supostamente deveria ser imparcial e julgar o que fosse apresentado pelas duas partes de forma isenta, conversava de forma privada com a acusação como chegar a uma condenação. Isto quando se sabe agora que a defesa, por outro lado, estava sendo espionada e tinha seus passos antecipados no processo.

Esses casos não permitem mais negar o óbvio. Lula teve seus direitos esmagados e foi reiteradamente acusado e condenado sem provas por motivos políticos. Todos os processos contra Lula foram fraudulentos e devem ser imediatamente anulados. A farsa agora ficou desmascarada. Por isso, é preciso levantar esse problema nas mobilizações contra o governo. Essas denúncias mostram que a perseguição a Lula foi parte fundamental do golpe que colocou a direita no poder a partir de 2016, e que isso foi um elemento central da luta política no país durante o último período. A perseguição a Lula continua até agora, e visa consolidar o regime político que a direita está tentando impor para esmagar os trabalhadores e suas organizações. Diante dessa ofensiva, é preciso defender Lula para defender os trabalhadores e para derrotar a direita.

Por isso, nos próximos atos e na Greve Geral do dia 14, é preciso levantar a palavra de ordem: Liberdade para Lula! Todos os processos devem ser anulados e Lula tem que ser solto imediatamente. É possível impor isso à direita por meio das mobilizações nas ruas.