Patrão é patrão
Em áudio, operador de sistema de entregas do Ifood ameaça entregadores com demissão caso adiram à greve nacional, o que é inconstitucional, inclusive.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Greve entregadores - 1
Entregadores fazem a primeira greve nacional nesta quarta (01). | Foto por: reprodução.

Um áudio que circula pelas redes sociais nos últimos dias, que antecederam a greve nacional dos trabalhadores de entregas por aplicativos, mostrou a ameaça que a rede Ifood tem feito aos trabalhadores.

No aúdio, um terceirizado de um setor chamado de OL (Operador Logístico), manda mensagem para os entregadores afirmando que se querem continuar trabalhando com eles, não devem participar da manifestação, afirma “nós entregadores OL somos diferenciados”, “agente não se envolve em manifestação” e completa a ameaça de desemprego “se alguém estiver descontente, vem me procura e eu mando pra nuvem”,

A expressão “nuvem” significa o entregador que fica disponível para qualquer plataforma, caso tenha ou não entregas, fica aguardando. No tal do sistema OL o entregador recebe entregas de formas mais regulares, priorizadas pela plataforma. Porém, os entregadores da plataforma mostram que não há grandes vantagens no tal sistema e muitos aderiram à greve desta quarta (01).

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas