Ibope é tão fraudado, que Hitler teria maioria entre os judeus

bolsonaro

O Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) divulgou, no último dia 15, mais uma pesquisa-fraude relacionada à intenção de voto para as eleições presidenciais. Os resultados apontaram uma suposta preferência de Jair Bolsonaro pela maioria da população, inclusive dentre os setores com os quais Bolsonaro já declarou guerra.

Entre os homens, Bolsonaro teria 58% das intenções de voto, contra 33% de Haddad . Entre as mulheres, a situação não é diferente: Bolsonaro lidera as inteções de voto com 46% contra 40%. Esse dado, no entanto, é uma completa falsificação dos reais interesses da população, uma vez que Bolsonaro já deu vários sinais de menosprezo pelas mulheres: ameaçou uma parlamentar de estupro, falou que “fraquejou” por ter tido uma filha, ao invés de um filho, e defende a política de exploração dos golpistas, que diminui o salário da mulher e lhe obriga a trabalhar em situações insalubres.

Outro dado grotesco é que Bolsonaro aparece como favorito também em todos os recortes feitos tendo como base a renda do eleitores, inclusive naqueles que recebem uma remuneração abaixo de dois salários mínimos. Bolsonaro já falou diversas atrocidades contra a população pobre, como quando prometeu “metralhar a rocinha” e quando propôs a “esterilização dos pobres” para combater a miséria.

Em relação à raça, o Ibope apresentou mais um escárnio contra a população. Segundo o instituto, 47% dos pretos e pardos estariam dispostos a votar em Jair Bolsonaro, sendo apenas 41% favoráveis a Fernando Haddad. Os negros são uma das principais vítimas da candidatura de Bolsonaro, que falou que os quilombolas não servem “nem para procriar”. A Klu Klux Klan, que é a mais famosa organização declaradamente racista do mundo, apóia a candidatura de Bolsonaro, além de que muitos bolsonaristas vêm atacando negros nas ruas.

A pesquisa do Ibope mostra, mais uma vez, que nada que é divulgado pela burguesia merece a confiança dos trabalhadores. Se os jornais burgueses são todos mentirosos e interessados, os institutos de pesquisa ligados à burguesia são tão mentirosos e interessados quanto.

Após ter conseguido prender o ex-presidente Lula, o imperialismo comandou uma série de manobras para manipular as eleições de acordo com seus interesses. Sem a presença de um líder popular nas eleições e com um Judiciário consolidado para o avanço do Regime Político rumo a uma ditadura, a direita vem conseguindo, sem nenhuma resistência real, fraudar totalmente as eleições.

A pesquisa divulgada pelo Ibope deixa claro que os institutos de pesquisa servem para divulgar o resultado que for encomendado pelo imperialismo. Os resultados são tão claramente fraudados que não seria impossível se uma outra pesquisa dos institutos burgueses apontassem que Bolsonaro é preferido entre os petistas ou que Hitler teria sido preferido entre os judeus.

Confiar no que a burguesia quer mostrar não é nenhuma solução para o movimento operário. É necessário denunciar a fraude eleitoral e mobilizar os trabalhadores pela liberdade de Lula, contra o golpe e contra o governo Bolsonaro. É necessário mobilizar os trabalhadores contra a direita e colocar a burguesia na defensiva e reverter o golpe.