Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Desemprego-fila
|

Da redação – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou na manhã de hoje (29) o número oficial de desempregados no trimestre encerrado em fevereiro. São 892 mil trabalhadores sem emprego a mais do que em novembro do ano passado, um aumento de 11,6% para 12,4%, chegando a 13,1 milhões de trabalhadores desempregados.

Além disso, o instituto divulgou o total de trabalhadores subutilizados (desempregados, subocupados com menos de 40 horas de trabalho semanais e os que não conseguem procurar emprego). São 27,9 milhões de pessoas nessa condição, o que representa 24,6% da força de trabalho nacional, “pico da série histórica iniciada em 2012”, observa o IBGE.

Esses dados batem com o período de governo de Bolsonaro, o fascista “eleito” na maior fraude eleitoral da história. Ele foi imposto pela burguesia para devastar os direitos dos trabalhadores, dentre eles o emprego digno, e em seus primeiros três meses de governo de extrema-direita aumentou o já altíssimo número de desempregados.

Os trabalhadores, que se encontram em uma situação cada vez pior devido aos ataques deste governo fraudulento, têm consciência de que ele é seu inimigo. Na última terça-feira (26), por exemplo, desempregados gritaram “Lula Livre” na fila no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, na qual 15 mil pessoas disputavam 6 mil vagas de emprego. Nota-se, claramente, o total repúdio à direita, ao golpe  e a Bolsonaro, uma vez que Lula e a luta por sua liberdade são o exato contraponto a toda a política de ataques levada a cabo pelos golpistas de extrema-direita.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas