Hospital referência em chamas: mais uma consequência da política dos golpistas

hos

Da redação – O golpe de estado já tem realizado uma série de arbitrariedades contra a população do Rio de Janeiro. A política de destruição exercida pela Lava jato atacou profundamente o Estado. Fechou importantes estaleiros, arrasou totalmente a indústria naval, gerando um desemprego gigantesco e colocando os cofres no fundo do poço.

A classe operária e o conjunto da população foram profundamente prejudicados pela operação Lava-Jato. O estado foi um dos mais atacados por toda essa operação. Além do Museu Nacional, outro edifício ficou em chamas. Trata-se do Hospital Municipal Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Trata-se de um hospital referência, que atende grande parte da população carioca. Pessoas da zona norte à zona oeste são atendidas pelo hospital diariamente. O incêndio deste estabelecimento é culpa de toda política de sucateamento feita pelos golpistas, que segundo a população vinha acontecendo há muito tempo.

A Lava-Jato destruiu a economia carioca e os políticos golpistas da cidade e do Estado, do DEM e do PMDB, estão ajudando na destruição do Rio de Janeiro. Entretanto vale lembrar que, como demonstrou a Intervenção Militar e a destruição da UERJ, o Rio de Janeiro está servindo de laboratório dos golpistas para a implementação da mesma política em nível nacional.