Causa do golpe de Estado
Período coincide exatamente com o tempo que dura o regime golpista no país, instaurado em 2009
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
28158976819_15b1e737e9_o (1)
População protesta contra governo golpista de Juan Orlando Hernández.Foto: Peg Hunter (CC BY-NC 2.0) |
Tegucigalpa, 19 Set (Prensa Latina)* Honduras enfrenta uma das epidemias mais mortais de dengue grave da última década, alertou a Organização Panamericana da Saúde (OPS).
De acordo com relatórios da OPS, o país registra desde janeiro passado até agora mais de 70 mil casos suspeitos dessa doença, e destes 14 mil e 381 informados como dengue grave, com 135 mortes confirmadas, 39 foram descartadas e mais de 60 mantêm-se em investigação.

Insuficientes campanhas preventivas para criar consciência na cidadania sobre a higiene e a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, agente portador também da zika, chikungunya e febre amarela, é uma das principais causas do aumento do número de doentes.

Todos os departamentos informam casos, mas Cortês, Yoro e Santa Bárbara concentram o maior número de mortes e os menores de zero a 15 anos são os mais afetados.

A OPS recomenda ao país intensificar a vigilância e controle de vetores, incluindo os diagnósticos de laboratório, bem como revisar os planos de emergência.

Também, aconselha incrementar a preparação do pessoal do Ministério de Saúde para um adequado diagnóstico e manejo clínico dos pacientes e sugere incluir às comunidades nas campanhas de prevenção.

Na América Central, Honduras encabeça o maior número de mortes por dengue grave, com 135 vítimas, seguido da Guatemala (37), Nicarágua (15) e El Salvador (4), de acordo com as cifras proporcionadas pelos ministérios da Saúde desses países.

* Os artigos reproduzidos não refletem necessariamente a posição do Partido da Causa Operária e do Diário Causa Operária.
Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas