Formar comitês de autodefesa
Grupos fascistas atacam a população diariamente, com mortes e espancamentos brutais. A polícia acoberta e protege o fascismo. A população só pode contar consigo própria na luta.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
images (3) (1)
Robson Vieira agredido por fascistas na rua Martins Fontes - SP | Foto: Olhar da cidade

Matéria do jornal G1 destaca vídeo onde morador do bairro da Consolação em São Paulo sofre agressões verbais e físicas por três homens enquanto passeava com seu cachorro na rua Martins Fontes em pleno dia. O nome da vítima é Robson Vieira e a ocorrência foi registrada no 78º Distrito Policial como lesões corporais.

A vítima alega que as agressões verbais foram de puro racismo, já que ele é negro, e os  agressores o chamaram de preto safado, que tem apanhar tem que morrer, e por aí vai. Ele diz, e o vídeo mostra claramente, que levou vários socos por parte dos três agressores. Porém, na delegacia falou claramente que foi agredido por racismo, mas a ocorrência foi registrada apenas como agressão. Questionada a SSP (Secretaria de Segurança Pública), por meio de nota, alegou que o distrito analisou os fatos e os depoimentos para registrar o caso.

Como vemos, os fatos falam por si. Mais um caso de racismo de origem fascista, que ocorre à luz do dia. Isso indica o caráter agressivo com que vem agindo os grupos fascistas. Também mostra a evolução dos casos, como recentemente noticiado, onde dois moradores de rua, em dias distintos, foram mortos um com tiros à queima roupa e o outro por estrangulamento. E ainda a população LGBT e as mulheres sofrem constantemente com esse tipo de agressão.

A onda fascista vem crescendo dia após dia, e como sempre acobertados pela polícia, como neste caso e tantos outros que ao invés de registrar a ocorrência como de fato ocorreu, registra com uma situação de menor importância, favorecendo os agressores e assim penalizando as vítimas.

Fica claro assim que os fascistas agem acobertados pela polícia, igualmente fascista, que somam números alarmantes de mortes, sempre alegando que os mortos se tratavam de bandidos. Como se estivesse escrito na testa das vítimas que seriam bandidos.

E o alvo são sempre os mesmos, negros, pobres, favelados, trabalhadores, mulheres. LGBT. Claro que se trata da luta de classes, onde a elite branca tem como política eliminar o maior número de pobres e trabalhadores possível. Talvez por isso não adotaram nenhuma ação para evitar a propagação do vírus. Sabem que a elite tem recursos financeiros para se cuidar e se tratar, se for necessário, mas os pobres e trabalhadores sem saúde pública, com baixíssimos salários, ficam relegados à sorte para sobreviver.

Se olharmos para a história veremos que essa é a tática do fascismo. Começam atacando os elos mais fracos isoladamente, os mais oprimidos e vão avançando em direção aos movimentos mais organizados da classe operária, como os movimentos sociais, sindicatos, associação de moradores, centros culturais, até imobilizar por completo as resistências operárias, para impor condições de escravidão aos trabalhadores.

Para reverter esse avanço sistemático do fascismo é necessário que a classe operária forme conselhos populares de autodefesa, patrulham os bairros sistematicamente para evitar mais massacres da população. Não adianta contar com as instituições do estado, como já visto, não fazem nada a favor da população, só protegem os ricos empresários. Não respeitam as leis, e colocam na prisão, sem motivos, negros, pobres, favelados e trabalhadores, tudo para manter o povo calado durante o escárnio da investida contra seus direitos e condições de vida. É hora de dar um basta a essa situação. Formemos os conselhos populares e vamos à luta.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas