Hoje, todos ao Masp contra o roubo das aposentadorias!

BRAZIL-WALFARE-REFORM-STRIKE

A CUT e a Frente Brasil Popular convocaram um ato hoje na Av. Paulista, em São Paulo, contra a chamada “reforma da Previdência”. O ato está marcado para começar às 17h, em frente ao MASP, ponto tradicional de protestos da esquerda.

Neste momento, a proposta de “reforma” tramita rapidamente na Câmara dos Deputados, depois de o governo golpista e ilegítimo de Jair Bolsonaro liberar mais de R$1 bilhão em emendas para os parlamentares votarem a favor da “reforma”. Os trabalhadores, por seu lado, devem se mobilizar contra esse ataque às suas condições de vida, um ataque feito em nome dos interesses dos capitalistas.

Enquanto os capitalistas têm recursos para controlar as instituições, seja comprando ou chantageando parlamentares, juízes e chefes do Executivo, seja manipulando eleições ou patrocinando golpes de Estado, os trabalhadores têm a força numérica. É preciso transformar essa força numérica em um fator político por meio da organização e da mobilização nas ruas, para derrotar a reforma da previdência e o próprio governo ilegítimo da direita golpista.

Nesse sentido, é importante continuar indo às ruas para a realização de atos contra o governo, não importa que determinado ato seja grande ou pequeno, mas é preciso manter os trabalhadores protestando contra o governo nas ruas. Para demonstrar a grande oposição popular aos ataques da direita e para aprofundar a mobilização. Por isso é necessário engrossar as fileiras em mais uma demonstração contra Bolsonaro.

O ato na Paulista, além disso, não deve se limitar à reforma da Previdência. Deve ser inequivocamente um ato contra o governo em geral. Por isso, é preciso também incentivar a palavra de ordem mais popular neste momento nas ruas, que as direções têm hesitado em levantar: Fora Bolsonaro!