Hoje tem Encontro dos Educadores contra o golpe em Campinas

conferencia

Nessa quinta-feira, dia 12 de julho, será realizado o encontro preparatório dos educadores para a Conferência Nacional de luta contra o Golpe. O Encontro Regional será realizado na Sede da CUT em Campinas, as 18h30.

Há menos de um mês da sua realização, em 21 e 22 de julho próximos, é hora de arregaçar as mangas e impulsionar uma ampla mobilização em torno da Conferência, fortalecendo os debates nas dezenas de encontros regionais e setoriais.

Os professores constituem um dos setores da classe trabalhadora que mais sofrem com os ataques dos golpistas. Sem aumento salarial ha vários anos, em vários estados os educadores sofrem com o atraso no pagamento dos benefícios, com salários atrasados, com a perseguição política no interior das escolas. A direita busca impor a censura e a mordaça contra os professores, querem, além de tudo, privatizar o ensino público em todo o País, desde o ensino básico até a universidade.

Nesse sentido, a participação dos educadores de todo o País é fundamental para a defesa da educação pública, contra os ataques dos golpistas. É necessário, portanto, que os professores de todos os estados organizem caravanas para participar da Conferencia Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe. É preciso pedir apoio dos sindicatos, seguindo o exemplo da APEOESP, Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo, que decidiu, de maneira acertada, apoiar a atividade. Educadores de todo o país, organizem-se e venham participar da Conferencia nacional dos Comitês de Luta Contra o Golpe.

Não vai ter “saída negociada”. Não vão respeitar “por bem” o que determina a Constituição e o que quer o povo. O caminho é o das ruas, o do enfrentamento. Isso precisa ser debatido e organizado. A Conferência Nacional Aberta de Luta contra o Golpe é uma ferramenta para impulsionar esta perspectiva independente. Um passo que pode ser decisivo e que, portanto, deve ser apoiada por todos os que querem ver a derrota da direita golpista.