Menu da Rede

Permanência de Duque coloca Colômbia sob impasse

Hoje a intervenção é no Rio, amanhã pode ser em São Bernardo: é preciso ocupar antes

Na noite do último dia 15 de fevereiro, o governo golpista deu um passo adiante para uma nova intervenção militar no País. O presidente golpista Michel Temer decidiu que o governo federal, por meio do exército, irá intervir no estado do Rio de Janeiro . Temer afastou o secretário de segurança do Rio, Roberto de Sá, do cargo e nomeou o general Braga Netto para controlar a segurança do estado.

Os militares passaram a ocupar um posto importante no governo do segundo mais importante estado do País. Ou seja, deixaram de aparecer com uma simples “ajuda” do governo federal para garantir a “segurança pública”, assumindo a partir de agora um cargo de comando.

A desculpa dos golpistas foi como sempre a necessidade de se conter a violência, que de acordo com Temer teria aumentado nos últimos dias, no período de carnaval. Na realidade a ação tem relação direta com a situação política do país. O carnaval expressou de maneira clara e contundente o nível de descontentamento e de repúdio da população brasileira contra o golpe de Estado e suas medidas de exceção, como a iminente prisão sem provas do ex-presidente Lula.

Durante a maior festa popular do país, o que se mais viu foram manifestações contrárias ao governo golpista. No Rio de janeiro, por exemplo, o desfile da escola de samba vice-campeã do carnaval desse ano, a Paraíso do Tuiuti, foi marcado pela denúncia aberta do golpe, da destruição dos diretos trabalhistas e da manipulação da rede Globo com seus patos coxinhas verde e amarelos.

Também no Rio, comunidades cariocas, como a Rocinha e o morro do Juramento, estenderam faixas de repúdio à prisão de Lula. Na Rocinha o recado foi claro, “se Lula for preso, o morro vai descer”.

A cada vez mais próxima prisão do ex-presidente pelas mãos dos golpistas acentua a polarização política no país. A direita tende a agir de maneira cada vez mais arbitrária para garantir seus objetivos, o que está sendo feito no Rio pode e, tudo indica, que deverá ser feito em outros lugares, como em São Bernardo do Campo, onde as organizações que estão na luta contra o golpe estão organizando uma vigília permanente em frente ao apartamento de Lula.

É necessário, portanto, reagir de maneira enérgica contra essa verdadeira ditadura imposta pelos golpistas e ocupar as ruas contra o golpe e contra a prisão de Lula. É preciso ocupar São Bernardo do Campo com milhares de pessoas, militantes, ativistas e trabalhadores de todos os cantos do país para impedir que aqueles que deram o golpe e estão destruindo todos os direitos da população consigam por as mãos no ex-presidente Lula.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.