Hoje às 16h na COTV: Programa de Índio vai debater o agravamento dos conflitos no campo e as mobilizações dos sem-terra e indígenas
indio
Hoje às 16h na COTV: Programa de Índio vai debater o agravamento dos conflitos no campo e as mobilizações dos sem-terra e indígenas
indio

Da redação – Hoje o programa de índio vai debater o Relatório de Conflitos no Campo de 2018, apresentado pela Comissão Pastoral da Terra, com o agravamento dos conflitos com despejos, ameaças de morte e crescimento do assassinato de lideranças indígenas, apesar de os dados apresentarem diminuição dos assassinatos no campo.

Também duas grandes mobilizações do mês de abril na luta por direitos e pela terra, como o Abril Vermelho, organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-terra (MST) e o Acampamento Terra Livre em Brasília organizado pelos indígenas.

O governo Bolsonaro e a extrema direita conti Silvia Waiãpi nua colocando militares nos ministérios e secretarias de governo, principalmente nos órgãos ambientais, indígenas e da questão fundiária. Uma delas é a tenente do exército brasileiro, a indígena Silvia Waiãpi para a Secretaria Especial da Saúde Indígena (SESAI), visando destruir por dentro a prestação de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) para os indígenas.

No meio ambiente foram nomeados o coronel da Policia Militar de São Paulo, Homero de Giorge Cerqueira presidir o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o militar da Aeronáutica Eduardo Camerini foi nomeado para chefiar a Secretaria de Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente e a tenente Mirella Vargas será sua adjunta.

Relembrar também dos 22 anos do assassinato do Índio Galdino em Brasília após uma reunião para lutar pela demarcação de terras indígenas e uma enorme crise no Ministério do Meio Ambiente com pedidos de exoneração de servidores com importantes funções dentro das secretarias.