HispanTV: Google censura pela terceira vez canal de TV iraniano no Youtube
Los Angeles Exteriors And Landmarks - 2017
HispanTV: Google censura pela terceira vez canal de TV iraniano no Youtube
Los Angeles Exteriors And Landmarks - 2017
No mês passado o Facebook anunciou que irá censurar e suspender conteúdos relacionados ao nacionalismo, supremacia branca e separatismo.
Na semana passada editoras de esquerda foram censuradas na feira do livro do Mackenzie, o portal bolsonarista “O Antagonista” também foi alvo de censura por criticar o fantoche dos militares no STF (Dias Tofolli), e o ratazânico humorista Danilo Gentili também foi alvo de censura por “injúria”, ao ter ofendido a petista Maria do Rosário.
No começo dessa semana as vítimas da ditadura contra liberdade de expressão foram os canais iranianos HispanTV e Press TV, que no caso do primeiro teve a página retirada pela terceira vez do YouTube sob a não justificativa de que “a conta foi encerrada devido a violações repetidas ou graves da política do YouTube contra spam e práticas enganosas de conteúdo ou outras violações dos Termos de Serviço.”.
O Serviço Exterior da Organização de Rádio e Televisão do Irã (IRIB) denunciou que a decisão da empresa americana Google de bloquear as contas da Hispan TV e da Press TV é uma “ditadura da mídia”.
Não só as contas correntes, como as contas dos especialistas e colaboradores da IRIB foram bloqueadas pelos ditadores da informação que estão fechando cada vez mais o monopólio da imprensa contra imprensas independentes, como a desta redação (DCO e JCO).
A justificativa vazia dos grandes kalifas da informação (Google, YouTube, Facebook etc) não passa de mais um cinismo que não consegue sequer maquiar o caráter totalmente persecutório que a imprensa iraniana (uma imprensa anti-imperialista) vem sofrendo.
O cinismo se configura uma vez que o YouTube ao mesmo tempo que censura sem justificativa nem argumento que aponte algo concreto, define como um de seus valores fundamentais “dar voz a todas as pessoas e garantir as liberdade de expressão”.
Não é de se impressionar, uma vez que cinismo e demagogia são os ingredientes principais dos ataques dos grandes sultões de toda a grande imprensa capitalista.
A esquerda como um todo precisa aprender com seus próprios erros e parar de apoiar as fanfarronadas da direita, tal como apoiaram a luta contra a corrupção, a luta contra o “crime”, contra as drogas,  e estão apoiando agora a luta contra a homofobia, racismo etc com o grito de ordem #Criminaliza STF, contra as expressões do tal “discurso de ódio”. Na verdade, essas “lutas” não passam de pretextos da burguesia para aumentar a repressão.
Só através do entendimento político nacional e internacional como um todo, que a esquerda vai superar seus delírios identitários e pequeno burgueses e fazer uma análise política lúcida no entendimento central na luta de classes que se trava em todas as camadas que nos permeiam.
No caso do Irã não é diferente. Os EUA estão em uma guerra constante e permanente contra o Irã, com ameaças militares, operações israelenses contra o país e agora as sanções econômicas de Trump.
Precisa-se opor firmemente a essa política de censura uma vez que a luta contra a “fake news” não passa de mais uma escalada da extrema direita para exterminar e oprimir a classe trabalhadora, as frentes de esquerda e sua imprensa, com é o caso da HispanTV e Press TV, que devido ao uso da língua espanhola e inglesa tem grande difusão do canal.
A censura é mais uma das armas que o Imperialismo usa para interferir, oprimir e aterrar a independência de diversos país.
A “democracia” Imperialista não comporta direitos democráticos. É uma farsa total.