Haddad diz que não discutiu eleições com Ciro: sem reunião com candidato abutre, intriga da imprensa burguesa seria evitada

ch

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT-SP), encontrou-se nesta segunda-feira (23) com o pré-candidato à presidência da República pelo PDT do Ceará, Ciro Gomes, no apartamento do ex-deputado Gabriel Chalita, para discutir supostamente a aproximação entre os partidos ainda antes do início formal da campanha e dos registros das candidaturas.

Segundo Fernando Haddad, não foi tema da pauta a discussão sobre eleições com Ciro Gomes, embora o petista tenha destacado a impossibilidade de convencer o PT a apoiar um nome de qualquer outro partido. Haddad disse que o PT segue firme na direção de não haver um plano B, ou seja, uma candidatura que substitua Lula no pleito de 2018. Ciro teria dito que já retirou a candidatura uma vez a pedido de Lula (em 2010) e que não estaria disposto a repetir o gesto.

Ciro Gomes é de longe – até o momento -o maior oportunista das eleições de 2018 e o principal candidato-abutre, ou seja, aquele que mais tem dado demonstrações de querer levar os votos de um eventual espólio do PT. Não é prudente para Haddad manter contato com tal figura da política nacional, sobretudo na atual conjuntura brasileira, ainda mais quando é evidente o interesse da imprensa golpista e, do próprio Ciro, de tirar proveito de qualquer situação em favor da política de enterrar a candidatura de Lula e referendar eleições fraudulentas que imponha um novo carrasco na presidência, em sintonia com os planos dos donos do golpe.