Haddad denuncia que imperialismo está por trás da campanha de Bolsonaro

bolsonaro-eua

Da redação – Em entrevista nessa segunda-feira (15) para a Rede Minas, o candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, denunciou que a campanha de propaganda de Jair Bolsonaro pode ter apoio do exterior, ou seja, do imperialismo.

“Ninguém é ingênuo. O Brasil virou alvo de cobiça por causa do petróleo. Estão querendo criar confusão no continente, no Brasil e na Venezuela, por causa do petróleo”, afirmou Haddad durante a entrevista.

Ele se referiu particularmente às propagandas enganosas de Bolsonaro, com mentiras sobre o petista.

Para o observador atento, é fácil perceber que o candidato de extrema-direita não passa de um capacho do imperialismo, especialmente o norte-americano. Seus elogios, a continência prestada à bandeira dos Estados Unidos e as propostas de entrega dos recursos nacionais aos monopólios estrangeiros não deixam dúvida de que Bolsonaro é um serviçal do imperialismo.