Operação golpista
É preciso abandonar definitivamente quaisquer ilusões que ainda existam dentro da esquerda em relação às instituições burguesas usadas a favor da direita e contra os trabalhadores
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
não a prisão de lula
Ex-presidente Lula | Foto: Nelson Antoine

Mesmo antes do golpe de Estado de 2016 e muito antes dos últimos desdobramentos que escancaram de vez a função da operação Lava-Jato, como um mecanismo de perseguição politica utilizado pela direita nacional com apoio do imperialismo norte-americano, o Partido da Causa Operária já apontava o caráter fraudulento da operação e seu objetivo estreitamente político ao utilizar a reacionária “luta contra a corrupção” para na prática, entre outras coisas, atacar a esquerda através das instituições burguesas, tudo como parte das forças golpistas que atuam no país.

Em junho de 2019 o The Intercept, começou a divulgar uma série de conversas entre membros da Lava-Jato no Telegram– dentre eles o procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol, conhecido pela ridícula apresentação de powerpoint com acusações contra o ex presidente Lula, e Sergio Moro, Juiz Federal em Curitiba conhecido por cometer uma série de irregularidades nos processos da Lava-jato- coletadas por hackers que não deixavam dúvidas sobre toda a podridão da operação golpista, cujo principal objetivo claramente era intervir no cenário político para favorecer as forças de direita.

Destas conversas, por exemplo, são reveladas as chantagens que ocorriam contra os réus para delatarem o ex-presidente Lula, quando nas conversas afirmam que empresários precisam “ficar presos até falarem” sobre Lula; ou ainda instruções de de ministros do STF e do próprio Moro de como os procuradores deveriam conduzir a acusação contra Lula.

Com os vazamentos das conversas dos procurados da Lava-Jato abriu-se uma crise na operação, tentativas de perseguição ao jornalista Glenn Greenwald até então membro do The Intercept e aos hackers que conseguiram acesso e transmitiram as conversas à imprensa, o que foi levado quase que às escondidas pela Polícia Federal e pela própria procuradoria golpista na chamada Operação Spoofing, à qual a defesa de Lula só depois de mais de um ano terá acesso ao conteúdo de seu interesse como as conversas vazadas dos promotores sobre os seus processos.

As denúncias contra o jornalista não foram aceitas, mas Walter Delgatti principal responsável pela invasão das conversas e Thiago Eliezer foram presos um mês depois das publicações do The Intercept, em julho de 2019 e em mais uma manobra do judiciário golpista para prender e encurralar Delgatti, foram atribuídas ao hacker acusações sem nenhuma relação com a invasão dos celulares como organização criminosa com mais três pessoas e lavagem de dinheiro, em processos que a defesa sequer teve acesso aos documentos de acusação presentes nos autos, motivo pelo qual diversas audiências foram anuladas obrigando os acusados presos em regime preventivo a serem libertados.

Em outubro deste ano Walter Delgatti foi libertado condicionalmente e na ultima semana concedeu uma entrevista na qual afirma categoricamente que lendo as conversas trocadas no telegram dos membros da Lava Jato era claro que o foco de Moro e Dallagnol, mas principalmente Moro, era atingir o ex presidente Lula. Dentre as suas declarações Delgatti afirma:

“O foco era o Lula, mas empresários também, e outros políticos ou diretores da Petrobras que eles mantinham presos até a pessoa falar. Exemplo é o Leo Pinheiro. O Leo Pinheiro eles falavam: olha, se ele enviar, fizer delação e não falar do Lula, não será aceito. Tinha conversa assim. No começo eles tinham medo de investigar o Lula, depois eles foram se empolgando com isso e o mais interessado nisso tudo era o Moro, não tenho conhecimento porque mas acredito que para tentar assumir um cargo.”

O hacker afirmou ainda que não tinha a princípio interesse político em divulgar as conversas, mas que mudou de ideia depois de ver como era processado o caso em relação ao Lula:

“No começo não tinha interesse, mas depois que eu vi o que fizeram com o ex-presidente Lula, que eu vi que era uma injustiça, assim como quando eu fiquei preso em Araraquara, eu pensei o fato que o prendeu não existe, foi a mesma coisa que fizeram comigo.”

Mais uma vez fica evidente que o discurso do “fim da corrupção” levantado pela burguesia golpista e que muitas vezes é defendido por setores confusos ou mal intencionados da própria esquerda, não passa de uma grande farsa onde o interesse da operação é tão somente montar uma fraude jurídica para justificar a perseguição política do ex-presidente Lula, o que mesmo com todas as aberrações jurídicas se concretizou e levou à prisão do ex-presidente às pressas para impedi-lo de participar das eleições presidenciais de 2018, o que possibilitou à burguesia colocar no poder o fascista Jair Bolsonaro  que, por sua vez, presenteou a Lava-Jato com um cargo de ministro para o Juiz da operação, Sergio Moro.

Mesmo com os escândalos tendo perdido seus principais nomes e ganho total descrédito, a Lava-Jato ainda está em operação, o que mostra que a burguesia ainda não encerrou sua atuação através deste mecanismo, inclusive havendo ameaças de prisão ao próprio Lula em diversos processos. Por esta e tantas outras razões é preciso abandonar definitivamente quaisquer ilusões que ainda existam dentro da esquerda em relação às instituições burguesas, e até mesmo em relação à direita golpista que também é responsável por todas estas perseguições e fraudes contra a esquerda e contra a classe trabalhadora que levaram o bolsonarismo à presidência.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas