Há um mês da prisão, CUT e Sindicatos convocam ato no ABC pela liberdade de Lula

Mnifestantes-pró-Lula-1024x563

Na próxima segunda-feira, (07) completa-se um mês da prisão política e ilegal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ou seja, à um mês o regime político escancarou seu caráter arbitrário e ditatorial, abertamente, ao encarcerar por motivos político o principal líder popular do País. Um mês de uma prisão ilegal, criminosa que elevou o golpe de Estado a um patamar superior.

Neste mesmo dia, para denunciar a prisão política e o golpe de Estado e exigir a imediata libertação do ex-presidente, a CUT e o PT organizam manifestações e panfletagens em diversas cidades do País. Uma atividade nacional, o Ato em Defesa da Democracia e por Lula Livre, acontecerá  no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC) em São Bernardo do Campo, a partir das 17 horas.

Uma importante iniciativa política. É necessário  denunciar com todo vigor e a todo momento o caráter ditatorial, antipopular e antinacional do regime político golpista, que persegue politicamente os representantes do povo para impor duros ataques a população brasileira, condenando milhões a miséria e o país ao subdesenvolvimento.

Iniciativas como essa devem ser expandidas  para constituição de uma movimento amplo que agrupe os setores populares, que estão sendo atacados, para desencadear um gigantesco movimento contra o golpe e suas medidas e pela libertação do ex-presidente e de todos os presos políticos do regime golpista.

É preciso avançar na superação das ilusões de que a liberdade de Lula e a derrota do golpe, possam resultar de decisões favoráveis no judiciário e das eleições, tendo claro que estas e outras reivindicações fundamentais dos trabalhadores e de suas organizações só serão conquistadas por meio da mobilizações revolucionária da classe operária e demais explorados contra o regime golpista, com seu próprios métodos de luta.