Siga o DCO nas redes sociais

Um ano da morte de Bertolucci
Há um ano, morria o cineasta italiano Bernardo Bertolucci
Aniversário de 1 ano da morte do diretor Bernardo Bertolucci e a polêmica com a atriz Maria Schneider
Bertolucci
Um ano da morte de Bertolucci
Há um ano, morria o cineasta italiano Bernardo Bertolucci
Aniversário de 1 ano da morte do diretor Bernardo Bertolucci e a polêmica com a atriz Maria Schneider
Bernardo Bertolucci: Brigitte Lacombe/ Courtesy Verdant
Bertolucci
Bernardo Bertolucci: Brigitte Lacombe/ Courtesy Verdant

Bernardo Bertolucci, renomado cineasta italiano, morreu de câncer há um ano, em 26 de novembro de 2018, aos 77 anos.

Autor de diversas obras premiadas, Bertolucci iniciou a carreira como assistente de direção, em 1960. Em 1964, passou a ser reconhecido como diretor graças ao segundo filme que dirigiu, “Antes da Revolução”. Entre as obras mais conhecidas do diretor, estão:  “A Estratégia da Aranha” (1970), “O Conformista” (1971), “O Último Tango em Paris” (1973), “1900” (1976), “Beleza Roubada” (1996), “Os Sonhadores” (2003)  e “O Último Imperador”, que recebeu nada menos do que 9 Oscars, em 1987, incluindo o de melhor filme e melhor diretor.

O seu filme mais controverso foi O Último Tango em Paris, causando um impacto significativo devido às cenas realistas de violência sexual. A atriz Maria Schneider, que participou do filme, afirmou ter ficado traumatizada após participar de uma cena de estupro, na qual contracenou com Marlon Brando. A atriz declarou:

“Durante a cena, apesar de Marlon não ter feito nada de verdade, eu estava chorando lágrimas reais. Me senti humilhada e, para ser sincera, me senti um pouco estuprada, tanto por Marlon como por Bertolucci.”

Em resposta, o diretor afirmou se sentir culpado, mas não se arrepender, pois a sua intenção era que ela reagisse de modo realista.