Siga o DCO nas redes sociais

Filme Marighella sofre censura
Há censura no Brasil, diz Wagner Moura
Depois de estrear e receber prêmios em diversos festivais internacionais, o filme Marighella ainda não consegue ser lançado no Brasil, por imposições da Ancine.
Moura, seu Jorge e o elenco de 'Marighella' no Festival de Berlim-Foto Tobias SCHWARZ AFP
Filme Marighella sofre censura
Há censura no Brasil, diz Wagner Moura
Depois de estrear e receber prêmios em diversos festivais internacionais, o filme Marighella ainda não consegue ser lançado no Brasil, por imposições da Ancine.
Moura, seu Jorge e o elenco de ‘Marighella’ no Festival de Berlim: Tobias Schwarz/AFP
Moura, seu Jorge e o elenco de 'Marighella' no Festival de Berlim-Foto Tobias SCHWARZ AFP
Moura, seu Jorge e o elenco de ‘Marighella’ no Festival de Berlim: Tobias Schwarz/AFP

O filme Marighella, de Wagner Moura, estava com a estreia marcada para esta quarta-feira, 20 de novembro, dia de luta do povo negro, mas precisou ser cancelado devido às dificuldades impostas pela Ancine.

Desde sua produção, Marighella vem sendo alvo de ataques fascistas de censura por parte do regime golpista. Desde que as gravações começaram, fascistas passaram a postar ameaças à equipe de Moura. Um coletivo antifascista se organizou para fazer a segurança dos locais de gravação e, felizmente, nenhum ataque ocorreu.

Depois de pronto, o filme foi selecionado para diversos festivais, como Sydney Film Festival, Berlin International Film Festival, Santiago Festival Internacional de Cinema e Festival do Cinema Brasileiro de Paris. Seu Jorge, que representou Carlos Marighella, recebeu o prêmio de melhor ator no Festival de Cinema Internacional de Bari.

Entretanto, a Ancine, agora controlada pelos bolsonaristas, tem feito de tudo para dificultar o lançamento de Marighella no Brasil. Trata-se de uma forma velada de censura, por meio da qual a agência reguladora impõe trâmites burocráticos que oneram e podem até impossibilitar a realização de determinada obra.

Depois de já ter estreado em diversos países da Europa, no Chile e até na Austrália, Marighella não consegue estrear no Brasil, por imposições da Ancine. Esta é a denúncia que Wagner Moura fez neste domingo (17/11) durante o lançamento em Portugal.

Segundo Moura, “a censura no Brasil é um fato. Interditaram a cultura.” E “Marighella não é um caso isolado. Declararam guerra à cultura.” O filme lotou o Lisboa e o Sintra Film Festival e ganhou uma sessão extra para atender ao tamanho da audiência.

Bolsonaro e o regime golpista procuram criar uma cortina de silêncio sobre o que está acontecendo no Brasil, e para isso procuram censurar inclusive obras ficcionais – como Bacurau – ou históricas – como Marighella – que levantam o problema da repressão, da resistência e das lutas de classe em nosso país.