Guilherme Boulos dá munição para direita contra sem teto de São Paulo

Boulos e psol no fundo

Após o desastre mal contado do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, Centro de São Paulo, que desabou na madrugada de 1º de maio, o presidenciável pelo Psol, Guilherme Boulos foi procurado por vários órgãos da imprensa golpista para falar do assunto.

Como Guilherme Boulos é coordenador nacional do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e pré candidato a presidente da república nas eleições de 2018, a imprensa golpista queria envolvê-lo na responsabilidade do acontecido, para no final das contas atacar o movimento de ocupação de prédios na cidade de São Paulo.

Como Guilherme Boulos, o bom candidato demagogo que o Psol sempre lança em candidaturas presidenciais, disse não conhecer a organização que administrava a ocupação do prédio Wilton Paes de Andrade, o Movimento de Luta Social por Moradia (MLSM) que ocupa mais sete prédios na cidade de São Paulo.

Para ser ainda mais complacente com a campanha da imprensa golpista contra o movimento dos sem teto, Boulos concordou com os golpistas de que o movimento sem teto não deve cobrar nada dos integrantes dos prédios, chegando ao absurdo de concordar com a imprensa golpista de que a cobrança de taxas feitas pelo MLSM é uma forma de extorsão dos ocupantes dos prédios.

No entanto, Boulos e outros membros dos movimentos sociais sabem perfeitamente que nenhum movimento sobrevive sem dinheiro, e que na maioria das ocupações de prédios é necessário a cobrança de alguma taxa para que as ocupações tenham questões básicas como água, luz, segurança e financie o movimento para novas ocupações.

Com sua dupla personalidade, a de coordenador do movimento sem teto e de presidencial de um partido que só pensa em votos, Boulos deu mais munição para imprensa golpista atacar o movimento sem teto, já que a imprensa golpista está tentando caracterizar que ao cobrar mensalidades dos ocupantes dos prédios, esses movimentos se transformaram em organizações criminosas.

Boulos, ao invés de combater essa campanha, só ajudou a imprensa golpista e a direita, com suas posições, cimentar o caminho da intervenção dos golpistas nas centenas de ocupações que existem em São Paulo, quando todos sabem que o incêndio do edifício Wilton Paes de Andrade teve indícios claros de ter sido provocado pela especulação imobiliária.

Contra a especulação imobiliária, Boulos fez “boca de siri”.