Guerra contra o plano Ciro: Gleisi apresenta veto de Lula aos governadores

glesi e ciro

A senadora Gleisi Hoffmann, presidenta do PT, após visitar na tarde do dia 17 de maio o ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, anunciou que Lula se mantém mais candidato do que nunca, reafirmando pela milésima vez que será candidato e que o PT não tem plano “B”.

Lula pediu a Gleisi que transmita a todos os governadores do partido a mensagem de que não existirá plano “B”, e muito menos apoio a candidatura “abutre” de Ciro Gomes do PDT (Partido Democrata Trabalhista).

A burguesia golpista vem fazendo uma pressão enorme para que os militantes do PT e a esquerda nacional abandonem Lula na cadeia e enterrem sua candidatura a presidente, passando para uma posição passiva diante da candidatura de Ciro, o amigo do pato da FIESP.

Essa declaração de Lula, feita através de Gleisi, se deu logo depois do apoio anunciado pelo governador do Ceará Camilo Santana do PT à candidatura do “abutre” Ciro Gomes.

Para referendar a posição da direção do PT sobre a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gleisi Hoffmann convocou para próxima semana uma reunião em Brasília com os governadores do PT.

Os governadores do PT no Ceará (Camilo Santana), da Bahia (Rui Costa) e de Minas Gerais (Fernando Pimental) já declararam, por pressões locais, de que estão sujeitos a rifar Lula em defesa de um acordo com os golpistas, para apoiar Ciro.

Lula, Gleisi e a maioria da direção do PT estão sofrendo pressão dos golpistas e dentro do próprio partido para capitular diante da direita. É necessário que se estabeleça uma ampla mobilização em torno da candidatura de Lula e pela sua liberdade, como maneira de luta contra o golpe no país.